EUA: Partido Republicano de cara nova

Em quatro anos, Donald Trump conseguiu atrair mais jovens e unificar o partido 
-Publicidade-
Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump | Foto: Tia Dufour/Casa Branca
Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump | Foto: Tia Dufour/Casa Branca

Em quatro anos, Donald Trump conseguiu atrair mais jovens e unificar o partido

Trump
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump | Foto: Tia Dufour/Casa Branca
-Publicidade-

Apesar da derrota nas urnas, o Partido Republicano saiu vitorioso da disputa eleitoral norte-americana. “Graças às políticas de Donald Trump e ao entusiasmo que ele engendra, o Partido Republicano está mais saudável, mais vigoroso (com recorde de jovens filiando-se ao partido), mais unificado e tem um alcance mais amplo do que teve em décadas,” diz Ana Paula Henkel. Para a colunista de Oeste, Trump não só foi responsável por repaginar o partido como suas políticas domésticas e internacionais deram resultados positivos. Entre alguns exemplos, Ana Paula cita os acordos de paz entre Israel e países árabes, a aproximação das duas Coreias e a renegociação de acordos comerciais que não eram bons para os Estados Unidos.

Leia mais sobre o assunto na coluna de Ana Paula Henkel na edição desta semana da Revista Oeste: “O novo Partido Republicano”

 

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

6 comments

  1. Não consegui entender o que a colunista quer dizer quando afirma que houve progresso nos acordos de paz entre Israel e países árabes. Na verdade, a gestão de Trump somente acirrou a animosidade na região do Oriente Médio. O acordo de Israel com um ou outro país árabe de menor importância estratégica, na região do Oriente Médio, não supera em importância o acirramento das animosidades entre Israel e os habitantes da Palestina. Aí é que está o núcleo do problema. “Apesar da derrota nas urnas”… Se pelo menos Trump tivesse a dignidade de saber perder! Sempre admiro as reportagens da Revista Oeste, mas o resumo deste artigo revela falta de sintonia da autora com a realidade. Não façamos como a esquerda: tapar os olhos diante da realidade.

  2. Estou saindo da revista oeste. ” derrota nas urnas? Quemndeterminou? A revista? Nada há oficial nesse sentido e que a mais alta autoridade da justiça americana já pediu investigação sobre aaa fraudes. Decpcao cima oeste. Lamentável. Não quero que diga que Trump ganhou mas entrar na narrativa da esquerda já é demais.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site