Nunes Marques devolve mandato de deputado cassado por questionar urnas eletrônicas

Em 2021, Fernando Francischini perdeu cargo acusado de propagar notícias falsas
-Publicidade-
Francischini voltou a perder o mandato de deputado estadual | Agência Brasil
Francischini voltou a perder o mandato de deputado estadual | Agência Brasil | Foto: Tânia Rego/Agência Brasil

O ministro Kassio Nunes Marques, do Supremo Tribunal Federal (STF), devolveu o mandato do deputado estadual do Paraná Fernando Francischini (União Brasil), cassado em outubro do ano passado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). À época, o parlamentar foi acusado de propagar informações falsas contra as urnas eletrônicas nas redes sociais.

A decisão monocrática de Nunes Marques devolve o mandato de maneira imediata a Francischini. “Defiro, em parte, com a consequente restauração da validade dos mandatos dos requerentes e das prerrogativas de sua bancada no contexto da Assembleia Legislativa do Estado do Paraná, preservando-se as situações jurídicas consolidadas e a validade de todos os atos praticados pelos parlamentares diplomados ante a retotalização dos votos realizada”, citou na decisão .

O parlamentar entrou com pedido junto ao STF em fevereiro. A decisão saiu nesta quinta-feira, 2.

-Publicidade-

Decisão do TSE em 2021

No ano passado, a decisão do TSE havia deixado Francischini inelegível por oito anos  — até 2026. Em entrevista ao programa Os Pingos nos Is, da Jovem PanFrancischini disse que deve voltar ao cargo de deputado estadual entre esta sexta-feira, 3, e segunda-feira, 6.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

10 comentários Ver comentários

  1. Existe um pouco de lucidez nesse STF! Não vou fazer mais nenhum comentário sobre isso porque corro o risco de ser presa. Isso sim é ditadura! Se o presidente fosse perseguir todos que falam mal, mentem sobre ele e o desrespeitam nas redes socais, teriam muita gente numa situação ruim nesse país. Muitos irresponsáveis que atentam contra a vontade do povo que o levou à preidência.

  2. Fake= Falso, News= Notícia. Portanto, cassar o mandato daquele que foi eleito parlamentar, com prerrogativas em lei de proteção ao “parlar”, por cerca de 500 mil pessoas com a afirmação de que teria proferido uma “”notícia falsa”” não é ultrajante, é puro deboche!!

  3. Fizeram a merda toda e só agora, no apagar das luzes que devolvem o cargo eletivo dele? Não cabe aí uma gorda indenização? E os aproximadamente 500.000 eleitores dele, como ficaram nesta história aí de fake news? Essa indenização deveria ser paga pelo órgão que o condenou, penso eu. Não é justo que passem isso para a população pagar.

  4. Por que deputado bolsonarista com tom pejorativo?? Igual a notícia que foi dada hoje no infame Jornal Nacional.
    É assim que vocês querem assinantes???
    O cerne da questão é que o deputado foi cassado injustamente!

  5. Seu Heitor, estou vigiando vocês da revista. Espionando e vendo o que estão publicando. O deputado paranaense, na época, disse que havia recebido denúncia de que algumas urnas estavam com problemas. E até afirmou em entrevista a JP de que como fiscal do partido tinha a obrigação de denunciar. Ele disse que o TRE respondeu a ele que duas ou três (?) urnas tiveram problemas técnicos de transmissão dos votos….
    Aí que vocês deveria entrar. Quais urnas, sua localização e qual o resultado da apuração daquelas urnas. Foram resolvidos os problemas antes de transmitir os dados para o computador central?
    Eis a questão. Afora isto, como leitor criminoso alerto que já disse dias atrrás que o STF recriou o SNI e o DOPS e vocês não estão acreditando. Fazer o que.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.