PEC do fim do foro privilegiado ainda está na gaveta de Maia

Executivos da Odebrecht atribuem ao presidente da Câmara o codinome "Botafogo"; ele teria recebido propina da empreiteira entre 2008 e 2013
-Publicidade-
O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia | Foto: DIVULGAÇÃO/AGÊNCIA BRASIL
O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia | Foto: DIVULGAÇÃO/AGÊNCIA BRASIL | O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia | Foto: DIVULGAÇÃO/AGÊNCIA BRASIL

Executivos da Odebrecht atribuem ao presidente da Câmara o codinome “Botafogo”; ele teria recebido propina da empreiteira entre 2008 e 2013

maia
O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia
Foto: DIVULGAÇÃO/AGÊNCIA BRASIL

O Projeto de Emenda à Constituição 10/2013, de autoria do senador Alvaro Dias (Podemos-PR) e que trata do fim do foro privilegiado, está esquecido nas gavetas do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-SP), há três anos. Para se ter ideia, a medida já foi aprovada no Senado e nas duas comissões de Constituição e Justiça do Congresso Nacional. Mas não foi a plenário na Casa controlada por Maia.

-Publicidade-

Leia também: “PF cumpre mandados em operação que investiga Serra”

“Mofa há mais de 18 meses na gaveta do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, a proposta que acaba com o chamado foro privilegiado que protege mais de 58 mil autoridades no país, incluindo integrantes do Ministério Público”, denunciou no Twitter Alvaro Dias. Conforme depoimento de executivos da Odebrecht, Maia recebeu R$ 1,4 milhão de propina entre 2008 e 2013. Além disso, segundo a Justiça, é dele o codinome Botafogo.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

5 comentários Ver comentários

  1. TEM QUE COBRAR DO ONIX, POIS FOI ELE QUEM INDICOU AO PRESIDENTE, PROMETENDO AJUDAR O GOVERNO NOS PROJETOS EXCENCIAIS AO PAIS(COMO TAMBÉM O ZÉ MANÉ DO SENADO). NAÔEXISTEM POLITICOS DE REPUTAÇÃO ILIBADA E CAPAZ DE COMANDAR AS CASAS LEGISLATIVAS?, JÁ NOTAREM QUE SÓ ENTRA “TRANQUEIRAS( “RENAN,SARNEY, CUNHA ETC)?.

  2. Este poder de escolher o que vai para votação da plenária precisa ser extinta nas duas casas. O presidente destas casas não pode decidir o que deve ou não ir para votação.A plenária é quem deve escolher o que será melhor para o país e não estes pilantras enrolados até o pescoço.

  3. Inacreditável que isso aconteça em um Parlamento que se apresenta à sociedade como representante da vontade popular. Como uma decisão monocrática do deputado ora no cargo de presidente da Câmara Federal, de impedir a votação de projetos, tenha força de parar a discussão e evitar seu exame, apesar de já ter sido apreciado e aprovado no Senado Federal? Será que não existe amparo legal que o obrigue a apresentar para apreciação qualquer projeto que satisfaça às normas necessárias à tramitação legislativa? Até quando ficaremos subordinados a vontade de um político que usurpa a prerrogativa dos deputados de decidirem sobre um determinado projeto de interesse da sociedade? Senhores Deputados acordem e terminem com essa situação constrangedora quando suas prerrogativas inalienáveis de representantes do povo são usurpadas e colocam a DEMOCRACIA em perigo.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.