‘Sem plebiscito’, Gilmar Mendes quer semipresidencialismo

Ministro do STF defende mudança de sistema de governo por imposição com 'intervenção mínima'.
-Publicidade-
Gilmar Mendes quer impor semipresidencialismo sem plebiscito | Foto: Nelson Jr./SCO/STF
Gilmar Mendes quer impor semipresidencialismo sem plebiscito | Foto: Nelson Jr./SCO/STF | gilmar mendes, stf, semipresidencialismo, sistema de governo, imposição, plebiscito, reforma

Ministro do STF defende mudança de sistema de governo por imposição, com “intervenção mínima”

gilmar mendes, stf, semipresidencialismo, sistema de governo, imposição, plebiscito, reforma
Gilmar Mendes quer impor semipresidencialismo sem plebiscito | Foto: Nelson Jr./SCO/STF

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes afirmou nesta sexta-feira, 14, que o Brasil poderia adotar o semipresidencialismo, trocando de sistema de governo com uma “intervenção mínima”, sem que fosse realizado um plebiscito.

-Publicidade-

Mendes é autor de uma minuta de proposta de emenda à Constituição (PEC), enviada ao Congresso em 2017, que pede a mudança do sistema de governo. Para ele, isso diminuiria a tensão política que vem ocorrendo no país nos últimos anos.

No modelo sugerido pelo magistrado, o presidente tem menos poder e o Congresso escolhe um chefe de governo para ajudá-lo a governar.

EXCLUSIVO PARA ASSINANTES: “O STF quer editar o povo brasileiro”, de J. R. Guzzo, artigo publicado na Revista Oeste

Apesar de ser partidário do semipresidencialismo, Gilmar Mendes admite que o Legislativo já tem muito poder. Tanto que, desde a redemocratização, dois presidentes já deixaram o cargo pelas mãos do Congresso.

“Isso sugere uma certa parlamentarização do presidencialismo. Por isso passamos a discutir a necessidade de talvez aprimorar o sistema de governo”, reflete o ministro. “Em uma ideia de fazer uma intervenção menos radical, uma cirurgia menos invasiva, temos especulado sobre o semipresidencialismo.”

Gilmar Mendes tem apresentado o projeto a todo parlamentar que tenta discutir com ele o governo Bolsonaro.

Ele também defende a continuidade da suspensão das coligações partidárias nas eleições gerais de 2022, enxugando, assim, o número de bancadas no Legislativo.

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site