Governo Doria recua e admite que considera 3ª dose da CoronaVac

O diretor do Instituto Butantan havia descartado essa possibilidade em razão da 'alta eficácia' do imunizante chinês
-Publicidade-
Produto chinês tem eficácia média de 50,3%
Produto chinês tem eficácia média de 50,3% | Foto: Divulgação/GESP

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), reconheceu que a aplicação extra da CoronaVac pode ocorrer. O surgimento de novas cepas do coronavírus seriam a razão. “A terceira dose está sendo avaliada, sim, e, se houver a necessidade, os programas de imunização adotarão essa medida”, declarou o tucano, em entrevista à CNN Brasil, na terça-feira 17.

“Vacinado, Tarcísio Meira morre, aos 85 anos, por complicações da covid-19”

Em maio deste ano, porém, o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, havia descartado essa possibilidade ao ressaltar a “alta eficácia da CoronaVac em idosos”. Na semana passada, Covas reiterou a afirmação: “As pessoas acham que quem tomou as duas doses teria que tomar uma terceira dose para complementar a imunidade. Não é o que tratamos aqui.”

-Publicidade-

Leia também: “Precisamos falar sobre a CoronaVac”, reportagem publicada na Edição 67 da Revista Oeste

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

16 comentários

  1. Cientificamente falando.
    Se o Doria deixar de ser comuna e começar a pensar nas pessoas, entrara na estatística, com pelo menos 1% de intenções de voto.

    1. Nova cepa, uhun…. É pela nova cepa sim, não é pq a vacina é meia boca e esta demonstrando baixa eficácia (e antes que esquerdistas stfdorioluliglobolovers venham reclamar eu disse baixa e não inexistente!) nos poucos paises que foi adotada não, é pela nova cepa gente…🙄

  2. Um país de 210 milhões de habitantes, refém de um placebo. O golpe perfeito.
    Enquanto isso, as pessoas com quem tenho contato e que contraíram o vírus, declaram que foram tratadas com os medicamentos banidos, pois ainda há médicos conscientes e responsáveis. O negócio é “da china”.

  3. Dória, Covas e Butantã, a tríade da CORONAVAC. O protagonismo que esses personagens fizerem em torno desse imunizante, era para ser apenas uma dose. Estão falando em três, daqui a pouco a quarta, o fato é que uma vacina feita às pressas não poderia ter resultado diferente do fracasso. Agora imagine o estrago que essa vacina pode trazer para as pessoas que a receberam no futuro.

  4. Façam as pesquisas e irão constatar que as mortes no Brasil que não cessam, certamente são das pessoas que foram conduzidas nas raias para a aplicação dos imunizantes dotados com a técnica de excelência contida na vaxina que possui eficácia, eficiência e certeza de 101% de segurança contra o vírus. Com relação a internações e mortes, é simplesmente impossível isto ocorrer!!! pois esta merda chamada Coronavac, tem a garantia atestada pelo lobista Dória.

  5. A vacina menos eficaz. Nem 50%. Muitos que tomaram se contaminaram e vieram a óbito. Se a Pfizer que tem mais de 90% está sendo administrada a 3ª dose na Europa e em Israel !!! A verdade é que somos cobaias dessas vacinas.

  6. O tempo é o senhor da razão. O governador de SP, Agripino Dória, tinha que ser preso junto com aquele Dimas Covas, do Butantã. E querem responsabilizar o Presidente Bolsonaro que desde o início foi reticente quanto à fabricação às pressas de uma vacina Ching Ling. Os últimos acontecimentos de contaminação e óbitos de pessoas já vacinadas com a 2º dose e a intenção da aplicação da 3ª dose é a confirmação que a insistência anormal do Calça Apertada na negociação com a China foi puramente comercial. Agripino Dória agiu como um lacaio do propagador, a nível mundial, do maldito vírus e, ele sim, teria que ser alvo da CPI do Circo. Ninguém pode negar isso. Devemos parabenizar os médicos que estão receitando o kit anti-vírus com a medicação que os maus políticos estão demonizando…..esses sim estão salvando vidas.

  7. Doria, o Oportunista não é comunista, ele gosta mesmo é de dinheiro e poder, quanto ao Butantan, teve sua credibilidade destruída por outros tantos oportunistas.
    Podem dar 100 doses desse engodo chinês que dará no mesmo.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro