Governo vai acabar com saque-aniversário do FGTS

Ministro do Trabalho afirmou que a suspensão da modalidade deve ocorrer a partir de março
-Publicidade-
O presidente Lula, ao lado do ministro do Trabalho, Luiz Marinho
O presidente Lula, ao lado do ministro do Trabalho, Luiz Marinho | Foto: Reprodução

O ministro do Trabalho, Luiz Marinho, afirmou que o Conselho Curador do FGTS não vai mais permitir o saque-aniversário do benefício, modalidade criada durante o governo de Jair Bolsonaro. A previsão é que o veto de novos pedidos de saque sejam feitos a partir de março. A declaração foi dada em entrevista à GloboNews nesta terça-feira, 24.

A reunião do conselho deverá ocorrer em 21 de março. “Devermos acabar com esse formato de saque-aniversário. Os contratos que existem, não vamos criar distorção”, declarou o ministro.

De acordo com Marinho, há reclamação por parte dos trabalhadores de que a adesão do saque-aniversário faz com que os valores fiquem retidos por dois anos em caso de demissão do emprego.

-Publicidade-

O ministro acredita que a modalidade, além de prejudicar diretamente o trabalhador, enfraquece o fundo de investimentos para gerar emprego. O FGTS serve para garantir empréstimos para projetos de infraestrutura, como a construção da casa própria.

Em 5 de janeiro deste ano, o ministro havia se pronunciado sobre o saque-aniversário, afirmando que a modalidade seria objeto de ampla discussão com o Conselho Curador do FGTS e as centrais sindicais. “A nossa preocupação é com a proteção dos trabalhadores em caso de demissão e com a preservação da sua poupança”, afirmou em publicação nas redes sociais.

Leia também: “Lula na vanguarda do atraso” texto publicado na edição 144 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

8 comentários Ver comentários

  1. Nojo dessa quadrilha e de quem votou nela!
    Essa conversa fiada de que o saque aniversário prejudica o trabalhador só engana os incautos.
    O saque é opcional e não chega nem a 7% do saldo. Saca quem quer.
    Essa conversa mole é pra iludir suas reais intenções: meter a mão no cofre.
    MALDITOS!

  2. Pouco mais de vinte dias no governo e já temos notícias suficientes para questionar as motivações dos que fizeram o “L”. Vão anotando as desventuras, quero ver daqui a seis meses quem é que ainda vai ter coragem de defender o “homem sem passado” em detrimento do Bolsonaro, quero ver até que ponto as falácias de libertinagem e ideologias serão capazes de compensar uma economia falida.

  3. Esse governo quer criar uma crise economica, e depois vir com 1000 reais de auxílio, com uma inflação alta, ai o povão gasta com churrasco e cerveja e tá tudo bem…

  4. Parabéns aos que fizeram o L! Juntando essa notícia às declarações de empréstimos aos companheiros latino-comunistas para fortalecer os hermanos com nosso dinheiro, logo estaremos todos dependentes das quirelas que caem dos bolsos gordos dos nossos governantes!

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.