-Publicidade-

‘Hipocrisia generalizada’, afirma Covas sobre repercusão do caso Maracanã

Prefeito de São Paulo é defensor das medidas de isolamento social
Prefeito de São Paulo, Bruno Covas, em jogo no Maracanã
Prefeito de São Paulo, Bruno Covas, em jogo no Maracanã | Foto: Reprodução/Twitter

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), usou as redes sociais para justificar sua ida ao Maracanã dizendo que a internet “pegou pesado” e que a sociedade virou uma “hipocrisia generalizada”.

Covas foi assistir à final da Libertadores entre Palmeiras e Santos, no sábado 30. Ele é santista. O prefeito disse que, quando decidiu ir ao jogo, tinha ciência de que sofreria críticas.

Leia mais: “Número de civis armados ultrapassa 1 milhão no Brasil”

A foto do prefeito repercutiu nas redes sociais e os internautas criticaram a viagem ao Rio de Janeiro, enquanto em São Paulo, comércios, bares e restaurantes estão fechados nos fins de semana por ordem da prefeitura e do governo do Estado.

“Ir ao jogo é direito meu. É usufruir de um pequeno prazer da vida. Mas a hipocrisia generalizada que virou nossa sociedade resolveu me julgar como se eu tivesse feito algo ilegal”, afirmou.

Covas afirmou que tomou a decisão de ir ao estádio para levar seu filho, após o término de suas sessões de radioterapia e “tantas incertezas sobre a vida”.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês