Jefferson é condenado a indenizar Alexandre de Moraes em R$ 50 mil

Decisão foi tomada em ação após o ex-deputado afirmar que o ministro do STF advogou para uma organização criminosa
-Publicidade-
Ministro do STF Alexandre de Moraes | Foto: Fellipe Sampaio/SCO/STF
Ministro do STF Alexandre de Moraes | Foto: Fellipe Sampaio/SCO/STF

O Tribunal de Justiça de São Paulo determinou que o presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, deve indenizar o ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes em R$ 50 mil.

A decisão foi tomada em ação ajuizada pelo ministro após Jefferson dar declarações para a imprensa afirmando que Moraes advogou para a organização criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital).

Leia mais: “Autor de ação contra Moro é favorável à soltura de Lula”

-Publicidade-

Ao analisar o caso, o relator, desembargador Rui Cascaldi, afastou o argumento da defesa de Jefferson de que ele havia feito deduções sobre a suposta prestação de serviço ao PCC a partir de informações colhidas na internet.

Inicialmente, Jefferson deveria desembolsar R$ 10 mil; agora, deverá pagar R$ 50 mil. Ao majorar a condenação, o relator apontou a condição econômica do réu, que recebe pensão como ex-parlamentar após ter exercido vários mandatos e é advogado.

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

4 comentários

  1. Esta decisão do Tribunal de Justiça de São Paulo, demonstra que o ditamorais deveria admitir suspeição no caso do Jefferson no stf.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro