Judiciário usurpa poderes do Executivo, critica Aldo Rebelo

'Que poder tem o presidente da República hoje?', interpelou
-Publicidade-
Aldo Rebelo comandou a Defesa no governo Dilma
Aldo Rebelo comandou a Defesa no governo Dilma | Foto: Felipe Barra/MD

O ex-ministro da Defesa Aldo Rebelo afirmou que o Judiciário está usurpando atribuições do Executivo. “Que poder tem o presidente da República hoje?”, interpelou Rebelo, em entrevista ao site Poder360, no domingo 1°.

Conforme Rebelo, o Executivo já estava “fragilizado e enfraquecido” antes da ascensão do presidente Jair Bolsonaro. O ex-ministro lembrou ainda de decisões anteriores da Corte, como a de impedir Michel Temer de nomear Cristiane Brasil para o Trabalho e assinar um indulto natalino, além de desautorizar a indicação de Bolsonaro para a chefia da Polícia Federal.

Rebelo continuou as críticas. “O Supremo tem de respeitar as atribuições do Executivo e o Executivo do Supremo”, defendeu. “Aqui, infelizmente, o respeito é uma expressão que perdeu muito prestígio e teve seu conceito rebaixado.”

-Publicidade-

Aldo Rebelo comenta declarações de Barroso

O ex-ministro da Defesa fez observações sobre as falas de Barroso envolvendo o papel das Forças Armadas nas eleições. “Um juiz da Suprema Corte tratar de um tema desses nos autos, como magistrado, ok. Sair oferecendo opinião política sobre esses temas, principalmente no exterior, não”, observou.

Conforme Aldo Rebelo, “todo brasileiro deve ter cuidado ao tratar dos problemas internos do país”. “Eu sempre procurei muita prudência, mesmo quando era líder de oposição. O ministro do Supremo é inteligente, preparado, culto, mas foi imprudente ao tratar de problemas tão sensíveis.”

Leia também: “STF x militares: a guerra pela liberdade”, artigo de J.R. Guzzo publicado na Edição 110 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

19 comentários Ver comentários

  1. Ainda bem que Rebelo reconhece a intervenção do STF nos outros poderes mas erra ao afirmar que Barroso é inteligente, preparado e culto mas foi imprudente para tratar de problemas tão sensíveis.
    Fica difícil entender tamanha qualificação do iluminado, cometendo tamanhas e frequentes IMPRUDÊNCIAS. Rebelo não lembra o que Barroso disse para Gilmar no Plenário do STF: “Você é uma pessoa horrível uma mistura do mal com o atraso e pitadas de PSICOPATIA”. Também não lembra quando Barroso disse a seus alunos na Corte: “Meu Deus do céu essa é nossa alternativa de poder”, quando viu foto nos jornais de lideres do PMDB comemorando a saída do partido do governo Dilma, e não se considerou SUSPEITO para relatar o Inquérito dos Portos contra Temer e o PMDB. Também disse no exterior que “as decisões do STF parecem coniventes com a CORRUPÇÃO”.
    Então Rebelo que cultura é essa desse iluminado que agora cria tumulto até com as FFAA que querem somente a transparência das urnas eletrônicas? Para pacificar nossas eleições, o Ministério do Exercito tem que afastar os TIs do TSE e desenvolver software e rotinas com tecnologia atualizada nessas urnas com os TIs do Ministério.
    Rebelo incentive essa atuação democrática das FFAA, pacificadora para o processo eleitoral neste ano.

  2. Se um membro do PCdB critia é porque o STF realmente está no caminho da autoflagelação. E lembrando que com tantos advogados e magistrados brilhantes no País o PT foi nomear o Barroso, defensor de terroristas para o Supremo.

  3. Rebello é mto ligado a Renan. Como disse aí o outro, devem estar querendo estabelecer uma ponte. Mas não pro PT, mas pro MDB. Lira tem que ser ferrado em Alagoas pra aprender a brincar na Câmara.

    1. STF aparelhado e preparando terreno para a volta do seu reiLularapio. Só tendo a maioria no congresso para algo mudar de fato. O resto, é chover no molhado.

  4. Esse Aldo Rebello, apesar de comunista, sempre o achei mais ponderado que a maioria desses aloprados da esquerda. Pelo menos pode servir de interlocutor com essa esquerda, se isso for possível.

    1. O STF, se aproveita dos erros constitucionais de deixar um poder, o judiciário, como a instância final de aplicar a construção e de deformar a interpretação, como temos visto. Só se aquietam com um confronto constitucional. Um chega pra lá pesado. Até porque são partidários de uma ideologia e de valores anti cristãos, instalados nesta instância maior. Capazes, como temos visto, de deformar a sociedade para suas coisas morais. Perigosíssimo!

    2. Na minha opinião, é o que está sendo arquitetado. Assim: deixa nós quietos, ferrem com os urubus que são a causa de tudo. Rato abandonando o navio. É válido.

  5. Alguns ministros do STF estão perdendo tanto a prudência que a situação está ficando insustentável, a ponto até mesmo da oposição ao governo não concordar com algumas atitudes. Eles precisar ser parados.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.