Justiça concede liberdade a Cristiane Brasil

Ex-deputada Cristiane Brasil trocou campanha eleitoral por semanas em presídio
-Publicidade-
Cristiane Brasil nos tempos de deputada federal | Foto: Arquivo/Agência Brasil
Cristiane Brasil nos tempos de deputada federal | Foto: Arquivo/Agência Brasil | cristiane brasil - justiça - liberdade - tj-rj

Ex-deputada Cristiane Brasil trocou campanha eleitoral por semanas em presídio

cristiane brasil - justiça - liberdade - tj-rj
Cristiane Brasil nos tempos de deputada federal | Foto: Arquivo/Agência Brasil

A ex-deputada federal Cristiane Brasil conquistou o direito de responder à Justiça em liberdade. Na tarde desta quinta-feira, 15, o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) determinou a soltura dela.

-Publicidade-

Leia mais: “STF rejeita pedido de Flordelis para tirar tornozeleira”

Cristiane estava detida há mais de um mês. Em 11 de setembro, ela foi alvo da Operação Catarata, que investiga desvio de dinheiro público a partir de ações da área de assistência social do Estado do Rio de Janeiro. A ex-deputada tentava desde então deixar a cadeia, mas sem sucesso.

No presídio, Cristiane chegou a ter três pedidos negados pelo Poder Judiciário. Num primeiro momento, solicitou ao TJ-RJ a troca da prisão preventiva pela domiciliar, mas não foi atendida. Posteriormente, pedidos similares foram negados pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) e novamente pelo TJ fluminense.

Medidas cautelares

Além de Cristiane Brasil, a 5ª Câmara Criminal do TJ-RJ determinou a soltura de outros quatro investigados na Catarata: Flávio Salomão Chadud, João Marcos Borges Mattos, Mario Jamil Chadud e Pedro Fernandes.

Para permanecerem fora da prisão, os cinco devem cumprir as seguintes medidas cautelares, informa o portal G1:

  1. Comparecimento mensal ao juízo;
  2. Recolhimento domiciliar noturno;
  3. Proibição de contato com pessoas e empresas envolvidas na investigação.

Fora das eleições

Filha do ex-deputado federal e presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, Cristiane Brasil chegou a ser alçada a pré-candidata do partido à prefeitura do Rio de Janeiro. Com a sua detenção, a legenda optou por não disputar nenhum cargo no Executivo carioca nas eleições 2020.

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site