Lira e Pacheco criticam ‘lockdown’ absoluto e defendem ‘caminho do meio’

Presidente do Senado afirmou ser preciso permitir a abertura de estabelecimentos respeitando o distanciamento
-Publicidade-
Presidentes do Senado, Rodrigo Pacheco e da Câmara, Arthur Lira, participam de evento virtual
Presidentes do Senado, Rodrigo Pacheco e da Câmara, Arthur Lira, participam de evento virtual | Foto: Montagem/YouTube

Os presidentes do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), e da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), posicionaram-se contra um lockdown absoluto em razão da pandemia. Eles defenderam a ideia de que medidas restritivas devem ser analisadas caso a caso.

Pacheco afirmou ser preciso permitir a abertura de estabelecimentos como restaurantes e shoppings respeitando o distanciamento entre as pessoas. Para ele, o foco deve ser o combate a aglomerações e festas clandestinas.

-Publicidade-

Leia mais: “Congresso promulga PEC Emergencial”

“Fechar tudo absolutamente sem critério é arruinar a perspectiva da economia do Brasil”, afirmou o presidente do Senado durante evento dos jornais O Globo e Valor Econômico. Pacheco destacou que após um ano de pandemia tanto a população quanto os empresários sabem as medidas que precisam ser seguidas para evitar a proliferação da doença.

Arthur Lira disse que o Brasil passa por um momento de muita dificuldade pelos efeitos da pandemia na saúde, no social, na economia. Para ele, não é razoável defender “lockdown geral” nem descartar medidas restritivas em regiões que estejam em maior dificuldade.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

6 comentários

  1. Desde o inicio da pandemia, os inconformados com o governo Bolsonaro viram uma ótima oportunidade de sabota-lo. O próprio ex-presidente Lula, pasmem, abençoou essa catástrofe mundial. É nojento, é criminoso, é desumano o que prefeitos e governadores estão fazendo. Um dia pagarão muito caro por isso!

  2. Olha, o Pacheco tem dado ótimas declarações. Eu não punha fé nele como presidente do Senado, mas até agora tenho que dar a mão a palmatória. Está indo muito bem.

  3. Olha o que esses governadores estão fazendo é um crime ! Fechando tudo para destruir a economia e a dignidade do povo trabalhar ! No início até admiti mais hoje já se tem caminhos melhores a seguir sem sacrificar a dignidade do ser humano que é levar o pão pra casa, vamos ter que aprender a conviver com esse vírus pro resto da vida e não é fechando tudo que vai resolver !

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.