Lula poderá acessar provas da Lava Jato, decide Lewandowski

Defesa do petista tenta conseguir os documentos desde 2017
-Publicidade-
Lewandowski foi indicado ao STF depois de a então primeira-dama Marisa Letícia indicá-lo a Lula | Foto: DIVULGAÇÃO/AGÊNCIA BRASIL
Lewandowski foi indicado ao STF depois de a então primeira-dama Marisa Letícia indicá-lo a Lula | Foto: DIVULGAÇÃO/AGÊNCIA BRASIL | Lewandowski foi indicado ao STF depois de a então primeira-dama Marisa Letícia indicá-lo a Lula | Foto: DIVULGAÇÃO/AGÊNCIA BRASIL

Defesa do petista tenta conseguir os documentos desde 2017

lewandowski
Lewandowski chegou ao STF graças à então primeira-dama Marisa Letícia | Foto: Divulgação/Agência Brasil
-Publicidade-

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski permitiu que a defesa do ex-presidente Lula tenha acesso a informações do acordo de leniência da Odebrecht na Operação Lava Jato. Além disso, o petista poderá acessar correspondências trocadas entre a força-tarefa e autoridades estrangeiras. Advogados de Lula sustentam que as informações ajudarão a entender se o governo federal foi avisado de suposta cooperação entre a Lava Jato e o FBI. A esquerda garante que a polícia norte-americana ajudou a força-tarefa a acessar o sistema de pagamentos da Odebrecht.

A defesa do petista terá acesso aos seguintes itens:

1) documentos e depoimentos relacionados à Odebrecht;

2) troca de correspondência entre a Lava Jato e outros países que participaram, direta ou indiretamente, das investigações;

3) perícias da Odebrecht, da Polícia Federal, do Ministério Público Federal e realizadas por outros países;

4) conteúdo e anexos da delação que citem o ex-presidente.

A defesa de Lula tenta conseguir os documentos desde 2017 e vem fazendo inúmeras solicitações. Em setembro, Lewandowski já havia concedido ao petista uma liminar que o autorizava a consultar os termos do acordo de leniência da empreiteira com a Lava Jato. Os advogados de Lula se queixaram, no STF, de que a 13ª Vara Federal de Curitiba havia pedido que a força-tarefa selecionasse os documentos que a defesa poderia acessar. Contudo, na visão do ministro do STF, indicado ao cargo pelo próprio ex-presidente, a filtragem “viola o direito à ampla defesa no processo”.

Leia também: “PF investiga crime de corrupção na OAB-SP”

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

6 comments

  1. Se pudesse mudava desse país onde o crime compensa e onde, há tempos, só vemos injustiça e instituições aparelhadas com o crime agindo livremente. Só isso que vemos. Criminosos sendo prestigiados, povo estarrecido e apático, cada dia um passo adiante na impunidade. Nunca pensei que veria uma situação dessas.

  2. O mais impressionante é que os políticos pagam os advogados com o dinheiro da corrupção!!!!! Basta a Receita Federal cruzar os dados… nunca vão bater porque na própria Receita tem gente envolvida, só pode ser!!! Como um político paga milhões a um firma de advocacia se os seus bens e receita não comportam esse pagamento????? Infelizmente a “Coisa” é muito mais profunda…

  3. Alguém já viu a criatura voltar-se contra o criador? Não, né! Então está explicada a decisão desse PTista de quatro costados. Não se podia esperar outra decisão dessa cria do Carniça.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site