Lula recebe votos de Gilmar e Lewandowski para reaver bens

Falta o voto do ministro Nunes Marques
-Publicidade-
O julgamento iniciou-se em agosto com o voto de Edson Fachin, contra o desbloqueio
O julgamento iniciou-se em agosto com o voto de Edson Fachin, contra o desbloqueio | Foto: Reprodução/Mídias Sociais

Lula tem dois votos a seu favor no Supremo Tribunal Federal (STF) para desbloquear bens estimados em R$ 3 milhões — outros R$ 3 milhões, do espólio da ex-primeira dama Marisa Letícia, estão bloqueados.

Na sexta-feira 19, os ministros do STF Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski entenderam que o petista pode reaver o patrimônio. O julgamento iniciou-se em agosto com o voto de Edson Fachin, contra o desbloqueio.

Contudo, Lewandowski pediu mais tempo para analisar o processo, que voltou ontem ao plenário virtual da Corte. O caso está em pauta porque a defesa de Lula recorreu ao STF contra a decisão do substituto de Moro, Luiz Bonat.

-Publicidade-

Segundo Bonat, Lula não poderia ter acesso ao patrimônio, visto que havia sido condenado nos casos envolvendo o tríplex do Guarujá. No entanto, os advogados do petista argumentaram que Bonat era incompetente para julgar.

Ao acionar o STF, a defesa de Lula lembrou que Fachin decidira anular as condenações de Lula na Lava Jato, transferindo a competência para o Distrito Federal. Portanto, o caso emergiu para que o STF decida. Será necessário ainda o voto do ministro Nunes Marques.

Se Nunes Marques empatar, a decisão pode ficar nas mãos do novo ministro do STF, provavelmente o ex-advogado-geral da União André Mendonça. No entanto, Davi Alcolumbre, presidente da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania do Senado, ainda não marcou a sabatina de Mendonça.

Leia também: “Tecnocracia autoritária”, artigo de Rodrigo Constantino publicado na Edição 87 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

19 comentários Ver comentários

  1. Que coisa! Um marginal que nunca trabalhou na vida ainda por cima ter um patrimônio que a maioria das pessoas honestas e trabalhadoras sequer sonham em ter! Pior: isso é o patrimônio declarado do marginal, claro!, o ilícito supera e muito esse valor.

  2. Lula não foi inocentado de nada, apenas o poder arbitrário resolveu desconsiderar competência da justiça de alguns estados. Não tem que dar moleza pra bandido algum, não deveria nem ser elegível até que tudo seja resolvido

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.