Manifestações: Moraes bloqueia contas bancárias de empresas

Na decisão, ministro do STF citou 'atos antidemocráticos'
-Publicidade-
O presidente do TSE, Alexandre de Moraes, durante coletiva de imprensa para falar sobre os resultados do segundo turno da eleição - 31/10/2022 | Foto: Wallace Martins/Estadão Conteúdo
O presidente do TSE, Alexandre de Moraes, durante coletiva de imprensa para falar sobre os resultados do segundo turno da eleição - 31/10/2022 | Foto: Wallace Martins/Estadão Conteúdo

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou o bloqueio das contas bancárias de 43 pessoas, entre elas físicas e jurídicas, que estariam financiando manifestações de caminhoneiros no Brasil.

Assinada no sábado 12, a decisão informa que o bloqueio é “necessário, adequado e urgente, diante da possibilidade de utilização de recursos para o financiamento de atos ilícitos e antidemocráticos”. Os protestos de caminhoneiros começaram em virtude da eleição de Lula, no segundo turno.

Moraes também determinou que a Polícia Federal colha depoimentos de todas as empresas e pessoas listadas em até dez dias, além de indicar as diligências necessárias para apurar o caso. Ao mencionar bloqueios de rodovias, Moraes criticou o deslocamento de 115 caminhões para o Quartel General do Exército, em Brasília, “com objetivo de reforçar atos criminosos”.

-Publicidade-

“O potencial danoso das manifestações ilícitas fica absolutamente potencializado considerada a condição financeira dos empresários apontados como envolvidos nos fatos, eis que possuem vultuosas quantias de dinheiro, enquanto pessoas naturais, e comandam empresas de grande porte, que contam com milhares de empregados, sujeitos às políticas de trabalho por elas implementadas”, argumentou Moraes, sobre as manifestações dos caminhoneiros, que ainda resiste em alguns Estados.

Leia também: “Liberdade perseguida”, artigo publicado na Edição 138 da Revista Oeste

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.