Marcos Pontes afirma que falta de concursos pode afetar pesquisas

Segundo o ministro da Ciência e Tecnologia, os maiores problemas de sua Pasta são a falta de pessoal e de orçamento
-Publicidade-
Ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes | Foto: Wesley Sousa/ASCOM/SEAPC/MCTI
Ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes | Foto: Wesley Sousa/ASCOM/SEAPC/MCTI

O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes, disse nesta quarta-feira, 6, que a falta de concursos públicos pode comprometer a produção de pesquisas no país. A afirmação foi feita durante audiência pública na Câmara dos Deputados, após parlamentares cobrarem, do ministro, uma “defesa mais incisiva” do setor.

Segundo Pontes, o maior problema de sua pasta é a falta de pessoal. Em segundo lugar estaria a falta de orçamento. “A gente não tem concurso público. Não consigo repor pesquisadores. Tem o Instituto Nacional da Mata Atlântica, que tem 14 pesquisadores e metade pode aposentar. Se eles aposentarem, eu fecho o instituto, o que eu vou fazer?”, disse.

Leia mais: “Fiocruz participa de estudo para testar eficácia de remédio contra a covid-19”

-Publicidade-

Ao iniciar a apresentação, Pontes apresentou aspectos considerados essenciais para o desenvolvimento da ciência, tecnologia e inovações no país. Ele lembrou que esta é ferramenta “essencial” para o desenvolvimento econômico e social de qualquer país, e que são exatamente essas as áreas que diferenciam aqueles que estão em estágio mais avançado.

Segundo o ministro, o orçamento previsto na proposta de lei orçamentária não é suficiente para o custeio normal do ministério. “Fica então R$ 1 bilhão, para o qual temos 27 unidades vinculadas. Dá, grosso modo, R$ 30 ou 40 milhões por unidade. E tem ainda unidades como o programa espacial, como o programa nuclear, que precisam de muito mais do que isso”, completou.

Com informações da Agência Brasil

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

  1. É inacreditável. Só em uma terra com tanto bocó para isso ser possível. É literalmente o poste urinando no cachorro. O congresso, absurdamente, tem um orçamento de mais de 5 cidades grandes brasileiras, 12,5 bilhões de reais. Aí os congressistas ao invés de tirar disso e dar para a pesquisa e tecnologia. Mas é tudo uma farsa. Esse país precisa de ordem, e estamos vendo q não será com um presidente banana que desprezou os pedidos das ruas do dia 7 e nem com as forças armadas toda corrompida por marginais também.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.