Marinho acredita em aprovação da reforma tributária em 2020

Ministro do Desenvolvimento Regional foi o principal articulador na tramitação da reforma da Previdência. Análise foi feita durante live com Bolsonaro, em resposta a uma pergunta do colunista @augustosnunes, da Oeste
-Publicidade-
O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho | Foto: Tânia Rego/Agência Brasil
O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho | Foto: Tânia Rego/Agência Brasil | O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho | Foto: TÂNIA REGO/AGÊNCIA BRASIL

Ministro do Desenvolvimento Regional foi o principal articulador do governo na votação da reforma da Previdência. Agora, torce pela aprovação da reforma tributária

marinho - reforma tributária - saneamento básico
O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, não descarta, contudo, que o texto seja aprovado somente em 2021 | Foto: Tânia Rego/Agência Brasil

O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, acredita que a reforma tributária possa ser aprovada ainda este ano no Congresso. Além dela, ele não descarta a possibilidade de aprovação de reformas setoriais, como marcos regulatórios de ferrovias e do gás.

-Publicidade-

O desafio é grande, mas o ministro está confiante, destacou em participação na live do presidente Jair Bolsonaro, nesta quinta-feira, 2. A análise foi feita após ser questionado pelo colunista Augusto Nunes, da Oeste, durante o programa Os Pingos nos Is, da Jovem Pan. Marinho destacou que a equipe econômica está engajada e em sintonia com os anseios do Congresso para aprovar uma reforma tributária.

A simplificação tributária é a reforma estruturante mais viável para ser aprovada este ano. É o que respondeu Marinho ao questionamento de Nunes. “O ministro [da Economia] Paulo Guedes está à frente desse processo nessa mudança da nossa economia e acredito que a mais importante, neste momento, desde que haja essa sinergia com o Parlamento, seria a simplificação da nossa legislação tributária”, sustentou.

O ministro fala na condição de um dos maiores articuladores da reforma da Previdência. Quando era secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Marinho foi o principal articulador técnico e político do governo. Caso a reforma tributária não seja aprovada este ano, ele acredita que seja em 2021. “Pode se iniciar neste ano e ser completada no ano subsequente”, ponderou.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.