Médica Nise Yamaguchi quer disputar vaga no Senado por SP

Decisão foi motivada depois de ter sido humilhada em depoimento na CPI da Covid
-Publicidade-
Dra. Nise Yamaguchi anunciou pré-candidatura em suas redes sociais | Foto: Divulgação
Dra. Nise Yamaguchi anunciou pré-candidatura em suas redes sociais | Foto: Divulgação

A médica Nise Yamaguchi usou suas contas nas redes sociais para anunciar que pretende concorrer a uma vaga no Senado no ano que vem. A oncologista e imunologista de 62 anos ficou conhecida por defender tratamentos imediatos para a covid-19. Ela foi uma das profissionais desrespeitadas e tratadas com truculência publicamente pelo trio de congressistas que comandou a CPI da Pandemia — Renan Calheiros (MDB-AL), Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e Omar Aziz (PSD-AM).

Em um vídeo de quase 10 minutos, Yamaguchi lembrou seu depoimento na CPI e disse que duas semanas antes de ser convocada, esteve no Senado para conversar com Aziz. A imunologista diz que apresentou a ele mais de 200 artigos científicos. “Quando fui convidada para depor como voluntária, pensei que seria respeitada mas não fui”, disse.

-Publicidade-

“Nunca pensei que, por defender a verdade, seria incriminada numa CPI de exceção. Aquilo que não me mata me fortalece. Não iria brigar com pessoas que não sabem o que estão fazendo, mas hoje quero compartilhar com vocês que sou pré-candidata ao Senado pelo estado de São Paulo.”

A médica ainda não tem partido. “Estou me alinhando nas trincheiras, porque é uma guerra biológica, fratricida, com questões antiéticas e agressões”, disse.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.