Medida Provisória do novo auxílio emergencial é publicada

Popularmente conhecido como coronavoucher, benefício foi estendido até dezembro com o valor de R$ 300.
-Publicidade-
O ministro Paulo Guedes e o presidente Jair Bolsonaro: <i>o coronavoucher </i> fica, mas com responsabilidade fiscal <br> Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
O ministro Paulo Guedes e o presidente Jair Bolsonaro: o coronavoucher fica, mas com responsabilidade fiscal
Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil | coronavoucher, auxílio emergencial, jair bolsonaro, paulo guedes, crise do coronavírus, desempregados, trabalhadores informais, invisíveis

Popularmente conhecido como coronavoucher, benefício foi estendido até dezembro com o valor de R$ 300

coronavoucher, auxílio emergencial, jair bolsonaro, paulo guedes, crise do coronavírus, desempregados, trabalhadores informais, invisíveis
O ministro Paulo Guedes e o presidente Jair Bolsonaro: o coronavoucher fica, mas com responsabilidade fiscal | Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
-Publicidade-

Em sua milésima Medida Provisória, o presidente Jair Bolsonaro estendeu oficialmente o auxílio emergencial — popularmente conhecido como coronavoucher — até dezembro, com parcelas de R$ 300.

O benefício foi criado ainda em abril pelo governo federal para socorrer desempregados, trabalhadores informais e participantes do Bolsa Família durante a pandemia.

Segundo o ministro da Economia, Paulo Guedes, com o cadastro para o auxílio emergencial, o governo descobriu pelo menos 38 milhões de trabalhadores “invisíveis”, que não eram beneficiados por nenhum programa social.

“Não é um valor o suficiente muitas vezes para todas as necessidades mas basicamente atende. O valor definido agora há pouco é um pouco superior a 50% do valor do Bolsa Família”, avaliou Bolsonaro durante o anúncio da extensão do coronavoucher. “Então, decidimos aqui, até atendendo a economia em cima da responsabilidade fiscal, fixá-lo em R$ 300.”

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site