Moraes prorroga por mais 60 dias inquérito contra Bolsonaro sobre vacina

Presidente leu notícia que levantou possível ligação entre os imunizantes contra a covid-19 e a Aids
-Publicidade-
Alexandre de Moraes quer cota racial na propaganda eleitoral na TV | Foto: Reprodução/Wikipédia
Alexandre de Moraes quer cota racial na propaganda eleitoral na TV | Foto: Reprodução/Wikipédia

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), prorrogou por mais 60 dias um inquérito sobre a conduta do presidente Jair Bolsonaro ao citar uma reportagem da revista Exame, durante uma live de quinta-feira. Alterada duas vezes depois de citada, a manchete informava: “Algumas vacinas contra a covid-19 podem aumentar o risco de HIV”.

Atendendo a um pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR), Moraes concedeu mais prazo para investigação, que requereu tempo para a apuração logo após a Polícia Federal (PF) argumentar que o presidente cometeu incitação ao crime. Entre as medidas, a PF quer colher o depoimento de Bolsonaro, além de informações das redes sociais sobre a transmissão.

-Publicidade-

No relatório enviado ao STF, a delegada da PF Lorena Lima Nascimento argumentou que a conduta de Bolsonaro levou os espectadores da live ao descumprimento de “normas sanitárias” estabelecidas pelo próprio governo. Neste caso, tomar a vacina contra o novo coronavírus.

Origem do inquérito contra Bolsonaro

A investigação foi aberta em 3 de dezembro de 2021, depois de o chefe do Executivo ler a reportagem sobre a possibilidade de vacinados desenvolverem Síndrome da Imunodeficiência Adquirida. Bolsonaro passou a ser investigado após a CPI da Covid acionar o STF. A comissão acusou Bolsonaro de cometer “crimes de epidemia” (art. 267 do CP) e infração de medida sanitária (art. 268 do CP). A live com a declaração do presidente foi tirada do ar pelas big techs.

Leia também: “Não existe Estado de Direito no Brasil”, artigo de Rodrigo Constantino publicado na Edição 127 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

18 comentários Ver comentários

  1. Não há nada a ser investigado. Uma investigação iniciada em 03 de dezembro de 2021, agora prorrogada por mais 60 dias por Alexandre de Moraes, só mostra a implacável perseguição desse juiz, chefe de partido político em que se tornou o STF, ao Presidente, ou mostra como é precária essa Policia Federal, que nesse tempo todo decorrido não conseguiu achar nada a poder de fato incriminar o Presidente. Até quando o STF acha que conseguirá manter-se nessa linha de desalinho com a legalidade?

  2. Descumprimento de norma sanitária? Qual norma sanitária? A vacina da COVID-19 nunca foi obrigatória! Essa gente quer ficar esticando a corda até depois da eleição. Não tem mais o q fazer, o q mostra a total inutilidade desse pessoal.

  3. O negócio do Xandão é deixar a faca no pescoço do Bolsonaro durante todo o governo! Se Bolsonaro for reeleito, Moraes vai dar continuidade a esse modus operandi! Não existe crime, mas ele quer fuçar a vida, as conversas, as contas bancárias de Bolsonaro e seus apoiadores!

  4. A Alemanha teve a oportunidade de parar Hitler, quando este tentou de FATO dar um golpe no país, ficando apenas 9 meses preso. Se tivesse ficado 30 anos preso teriam poupado a vida de 6 milhões de pessoas. É preciso o senado parar este senhor, senão vamos colher consequências drásticas, penso que devemos fazer pressão no senado para corrigir estas loucuras sem tamanho. Se o Bolsonaro quisesse dar um golpe, ele já teria colocado as tropas nas ruas, todo ditador logo que entra em campo já começa dando paulada pra todo lado no adversário, e o presidente não o faz, nem quando é hostilizado e ameaçado, como já vimos diversas vezes. Que ditador é este que alguém chuta sua cabeça (boneco) e ele não faz nada.
    Será que Fidel Castro, Nicolas Maduro, Mussolini, Che Guevara, Stalin, Mao Tse tung, Pol Pot, Kim Jong Un, Xi Jinping e outros aceitariam isto????

  5. Porque a revista Oeste como outros veículos independentes não começam uma campanha de esclarecimento à população, no sentido de que ao votarmos para presidente, diretamente, estamos também votando em 2 ministros do STF, ainda que indiretamente. É isso que vai fazer diferença em nossas vidas daqui pra frente e não a pessoa de A ou B na PR. Eu já defini meu voto apenas por por esse motivo e no meu entender é o principal.

  6. Está muito difícil para o cidadão informado ficar aguentando o “trabalho” desse ministro. É realmente revoltante. Não tem postura de ministro, é parcial, perseguidor, mostra uma personalidade extremamente negativa. O que fizemos para merecer essa gente? Não apoiar a esquerda?

    1. Está muito difícil para o cidadão informado ficar aguentando o “trabalho” desse ministro. É realmente revoltante. Não tem postura de ministro, é parcial, perseguidor, mostra uma personalidade extremamente negativa. O que fizemos para merecer essa gente? Não apoiar a esquerda?

  7. Esse Cachorro do PT e do PCC não olhou para o desclassificado do Fachim que já arquivou os processos do Ladrão Calheiros e Bosta Jucá? Vergonhoso Esse tribunal de acovardados, assim falou nove dedos!

  8. Kkkkkk, só em latim prá entendermos o que pretendem esses incompetentes derrotados.
    BOLSONARO 22.
    Estamos atentos é em não votar em gente do PSD, não reconduzido portanto Rodrigo Pacheco à presidência do congresso e mais, atentos a que não elejamos gente que votou contra:
    CONTRA O FIM DO FORO PRIVILEGIADO
    CONTRA A AUDITAGEM DAS URNAS
    CONTRA O MARCO LEGAL DO SANEAMENTO BÁSICO.
    Pelo menos.
    Muito cuidado na escolha dos novos 27 senadores, devendo os escolhidos terem reputação inquestionável, não possuirem processos lesa Pátriace lei maria da penha, e serem alinhados com o crescimento do Brasil.

  9. Nunca se viu tanta gente das áreas do três poderes, falando pelos cotovelos. O Bolsonaro é um deles e é reincidente em vários casos. A pergunta é: Vai acontecer algo que impeça sua candidatura ou outro contratempo qualquer? Eu acho que não, já que a parte que o acusa ou pode julgá-lo, padece do mesmo defeito. Então podemos dizer pela enésima vez: “Quem conversa demais, dá bom dia a cavalo” ou “Em boca fechada, não entra mosca” (Tem isso até em latim: “Ore ocluso, muscae non intrant”)

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.