MPE quer reprovar contas de Damares

Segundo o órgão, houve irregularidade na comprovação de quase R$ 600 mil dos gastos da campanha da ex-ministra

A Oeste depende dos assinantes. Assine!

-Publicidade-
Em 2 de outubro deste ano, Damares foi eleita senadora pelo Distrito Federal com quase 45% dos votos válidos
Em 2 de outubro deste ano, Damares foi eleita senadora pelo Distrito Federal com quase 45% dos votos válidos | Foto: Clarice Castro/MMFDH

O Ministério Público Eleitoral do Distrito Federal pediu a reprovação das contas da campanha da senadora eleita Damares Alves (Republicanos-DF). Conforme o órgão, houve irregularidade na comprovação de quase R$ 600 mil nos gastos da campanha eleitoral da ex-ministra.

O documento, emitido na quarta-feira 30, foi encaminhado ao Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal. Nele, o procurador regional eleitoral Zilmar Antonio Drumond afirmou que houve uso de recursos do Fundo Partidário (pouco mais de R$ 100 mil) e do Fundo Especial de Financiamento de Campanha (quase R$ 500 mil) para custear a “produção de propaganda eleitoral, segurança particular, serviços de militância e combustíveis”.

“Quanto à contratação de segurança particular, há que se reconhecer não haver previsão legal para seu pagamento com recursos públicos”, declarou o procurador.

-Publicidade-

Segundo Drumond, os valores usados de forma irregular correspondem a pouco mais de 15% do total das despesas contratadas por Damares na campanha. Dessa forma, não seria possível comprovar a aplicação dos recursos.

“Frustrada a auditabilidade e rastreabilidade dos recursos financeiros públicos aplicados na campanha eleitoral pela ausência de demonstração de sua regular utilização, cumpre desaprovar as contas de campanha, determinando-se a devolução do valor correspondente ao Tesouro Nacional”, defendeu o parecer.

Em 2 de outubro deste ano, Damares foi eleita senadora pelo Distrito Federal com quase 45% dos votos válidos.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

8 comentários Ver comentários

  1. O judiciário , infiltrado de esquerdistas quer reprovar as contas de todos os conservadores eleitos, mas para os comunistas eleitos dizem que a eleição é sagrada e permitem que um criminoso ficha suja , seja candidato e eleito.

  2. O Sistema está fazendo de tudo para impedir que conservadores de direita eleitos na última eleição, sejam diplomados e tomem posse do cargo.

  3. Lembrando que foi o o procurador regional eleitoral Zilmar Antonio Drumond do DF, que bom que eles resolvem trabalhar de vez em quando, e ado Lula tá tudo certinho???

  4. E O ÓRGÃO APARELHADO RECOMENDOU APROVAÇÃO DA CAMPANHA DO DESCONDENADO, MESMO COM ELE DEVENDO R$ 19 MILHÕES À RECEITA, SUA ORCRIM R$ 9 MILHÕES PELA CAMPANHA DE 2018, MAIS GASTOS IRREGULARES COM INTERNET E MANOBRA SUJA NA PUBLICIDADE EM RÁDIOS?

    PARA ACABAR COM ISSO SERÁ DOLOROSO, HAVERÁ MUITAS BAIXAS DE AMBOS OS LADOS, MAS ACABARÁ.

  5. E o luladrão do ptcc ja explicou os 620 mil gasto num só dia. Para ele basta um recibo de boteco, lógico entregue por um qualquer, pois ele msm não pode ir. Não aceitam ladrão nestes lugares.

    1. Que comentario inteligente. FOCA SOCIALISTA COMUNISTA IDENTIFICADA PELO COMENTARIO.. GERADO PELA SINAPSE DE DOIS NEURONIOS, UM PARA ALIMENTAR E O OUTRO PARA DEFECAR COMENTARIOS.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.