DF: Ex-ministra Damares Alves é eleita para o Senado

Com 92% das urnas apuradas, Flávia Arruda tinha 26,82% dos votos apurado
-Publicidade-
Damares Alves é eleita senadora pelo Distrito Federal | Foto: Reprodução/Flickr
Damares Alves é eleita senadora pelo Distrito Federal | Foto: Reprodução/Flickr

A ex-ministra Damares Alves (Republicanos) foi eleita senadora pelo Distrito Federal. Com mais de 90% dos votos apurados, Damares tinha 45,06% dos votos.

Em segundo lugar, ficou a também ex-ministra do governo Bolsonaro Flávia Arruda (PL). Com 92% das urnas apuradas, Flávia tinha 26,82% dos votos apurados.

Damares vai substituir Antônio Reguffe (União-Brasil), cujo mandato se encerra neste ano.

-Publicidade-

Veja a votação dos outros 11 candidatos, com 92% das urnas apuradas.

Rosilene Corrêa (PT) ; 22,51%

Joe Valle (PDT): 3,12%

Tenente Cel. Sousa Júnior (DC): 0,30%

Dr. Carlos Rodrigues (PSD): 0,59%

Pedro Ivo Mandato Coletivo (Rede): 0,5@%

Hélio José (PROS): 0,13%

Expedito Mendonça (PCO): 0,04%

Marcelo Hipólito (PTB): 0,12%

Elcimara Souza (PSTU): 0,16%

Dados atualizados às 19h17.

Esta foi a primeira eleição de Damares, que ocupou o cargo de ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos no governo de Jair Bolsonaro (PL) entre 2019 e 2022, quando desligou-se para disputar as eleições. Ela tem 58 anos, é advogada e pastora evangélica.

Oeste nas eleições

Em parceria com o Programa 4 por 4, que conta com a apresentação do jornalista Luís Ernesto Lacombe e com os comentários de Augusto Nunes, Ana Paula Henkel e Rodrigo Constantino, Oeste acompanha minuto a minuto o resultado das eleições deste ano.

Além do próximo presidente da República, serão eleitos 27 governadores, 27 senadores, 513 deputados federais, 1.035 deputados estaduais e 24 deputados distritais.

Quais são os deveres dos senadores?

O Brasil tem um sistema bicameral, ou seja, há duas casas legislativas para análise e proposição de normas: Câmara dos Deputados e Senado Federal.

As unidades da Federação podem escolher três representantes no Senado. Cada um dos escolhidos terá um mandato de oito anos e será eleito de forma majoritária — quem receber mais votos, vence a disputa. Os debates legislativos ocorrem no plenário ou nas comissões temáticas.

Além de fiscalizar o Executivo e instaurar Comissões Parlamentares de Inquérito (CPIs), os senadores também possuem a prerrogativa de aprovar ou impedir as nomeações do presidente para cargos como diplomata, procurador-geral da República (PGR) e ministro do STF.

 

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.