Na CPI da Covid, pesquisadores criticam postura do governo e senadores da base reagem

Senador Jorginho Melo afirmou que os dois depoentes são 'adversários do governo Bolsonaro'
-Publicidade-
Microbiologista e pesquisadora da USP  Natalia Pasternak | Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado
Microbiologista e pesquisadora da USP Natalia Pasternak | Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

A partir de hoje, a CPI da Covid começou a ter sessões também nas sextas-feiras. O dia foi reservado a ouvir os depoimentos da microbiologista Natalia Pasternak e do médico sanitarista da Fiocruz Claudio Maierovitch, que criticaram a postura do governo federal no enfrentamento da pandemia.

Senadores da base do governo reclamaram do formato da oitiva e disseram que a ideia original era ouvir pesquisadores com posições diferentes, para fazer um contraponto, o que não aconteceu. O senador Jorginho Melo (PL-SC) afirmou que os dois depoentes são “adversários do governo Bolsonaro” e que isso fica claro nas manifestações deles na imprensa.

-Publicidade-

Leia mais: “Renan diz que algumas testemunhas passarão para a condição de investigados”

Pasternak, pesquisadora da USP e diretora-presidente do Instituto Questão de Ciência, classificou o governo de “negacionista” e disse que existe, por parte do Executivo, um “processo de desinformação”. Ela também afirmou que a cloroquina não funciona contra a covid-19 em nenhum estágio da doença.

Maierovitch, que já foi presidente da Anvisa, foi na mesma linha e criticou alguns colegas, como a médica Nise Yamaguchi: “Fiquei muito espantado, sabendo da formação dela, sabendo da experiência anterior, que ela tivesse assumido posições de defesa de atitudes que contrariam o conhecimento científico”.

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

5 comments

  1. CPI DO “ME ENGANA QUE EU GOSTO”! OUVIR CIENTISTA, SEM QUE HAJA CONTRAPONTO DE CIENTISTA COM PENSAMENTO CONTRÁRIO, SÓ CONVENCE OTÁRIOS OU OPORTUNISTAS!

  2. A Natália usou de má fé em não apontar o que ela faria, quando e como. Aliás, a generalização é algo antiético e contrário a ciência. Ela não tem a mínima condição de assumir uma postura de apresentar soluções específicas para o tamanho do problema.

  3. Esses “depoimentos” desses dois militantes, nada teve de científico. São apenas uns descarados que não sabem o que dizem, uns charlatões instruídos a enxovalhar o candidato preferencial à cadeira presidencial. Mas como sempre, não conseguiram, não tem competência nem para isso. Foi só mais uma tentativa fracassada.

  4. A partir do momento em.que um pessoa toma lado e nega-se a questionar a “sua” verdade, deixa de ser cientista e passa a ser político fundamentalista

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site