‘Não há movimentos golpistas’, diz fonte do Estado-Maior

Ministro da Defesa e chefes das Forças Armadas não deixaram o governo em razão de supostas políticas antidemocráticas de Bolsonaro
-Publicidade-
Quando assume um novo ministro da Defesa, sempre saem os três comandantes, juntos
Quando assume um novo ministro da Defesa, sempre saem os três comandantes, juntos | Foto: Clauber Caetano/PR/Flickr

Os comandantes do Exército, da Marinha e da Força Aérea entregarão o cargo nesta terça-feira, 30. O ato ocorrerá devido à saída do ministro da Defesa, general Fernando Azevedo e Silva, demitido ontem pelo presidente Jair Bolsonaro. Depois do ocorrido, ventilou-se na chamada grande imprensa a hipótese de os quatro militares desembarcarem do governo por discordância sobre um suposto golpe tramado pelo Poder Executivo. Contudo, não procedem as especulações sobre eventuais aventuras golpistas. Uma fonte do Estado-Maior disse a Oeste: “São infundados os comentários acerca de movimentos golpistas. Quando assume um novo ministro da Defesa, sempre saem os três comandantes, juntos. Estranho, apesar de possível, é se sair só o Pujol [líder do Exército].”

Leia também: “O recado de Lira e o ‘Centrão’ na antessala do Planalto”

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

15 comentários

  1. O presidente Bolsonaro está enfim tomando uma atitude contra os mais covardes Comandantes que as Forças Armadas já tiveram. O tal de Pujol recebeu o Presidente Bolsonaro com o cotovelinho. QUE VERGONHA.

  2. O exército tem que ser o ” EXÉRCITO “. E já deveria ter dado um basta nessa CORJA de, não digo esquerdistas (porque o contrário é importante e saudável – quando todos tem responsabilidade e compromisso, divergência de ideias não é crime), mas sim nessa CORJA de vagabundos, canalhas, que o único interesse é o bolso deles. E para eles foda-se a população brasileira. Cambada de escórias

  3. Os caras receberam o bilhete azul e agora ficam posando de gostosos.. Pedido de demissão coletiva my ass!! Apenas saída honrosa, como mandam os códigos militares.

  4. Existe sim um movimento golpista e genocida em curso no Brasil , mas não está no governo democraticamente eleito, e sim nos partidos de oposição, na grande mídia, nos sindicatos, nas instituições aparelhadas, etc, etc, etc….

  5. A imprensa é sempre muito criativa, não vê as tentativas de golpe que estão sendo articuladas fora do governo por celebridades decadentes e membros dos outros Poderes e fica imaginando militares contra militares.

  6. hummm acho que os militares perceberam que o STF está a fim de condenar alguém que está tralhando a todo vapor em ajudar no combate a pandemia…

  7. Conforme já disseram, existe um movimento golpista sim, mas dos comunistas que foram tolhidos pela eleição do Bolsonaro, por isso estão sabotando tudo com a ajuda que tiveram dessa maldita pandemia. O STF e o Congresso, essas duas merdas, estão infernizando o país em virtude de uma outra merda que é essa Constituição de 1988, que desequilibrou os Poderes, pois o presidente virou uma rainha da Inglaterra, com a diferença que o Bolsonaro ficou na frente do cofre. Não levam dinheiro, mas ele não governa.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.