O STJ sob ataque hacker

Roubo de dados cibernéticos da Corte ocorreu durante as sessões das seis Turmas na terça-feira
-Publicidade-
STJ: O Judiciário sofre um dos piores ataques da história I Foto: Divulgação/STJ
STJ: O Judiciário sofre um dos piores ataques da história I Foto: Divulgação/STJ | STJ: O Judiciário sofre um dos piores ataques da história

Roubo de dados da Corte ocorreu durante as sessões das seis Turmas na terça-feira

STJ: O Judiciário sofre um dos piores ataques da história I Foto: Divulgação/STJ
-Publicidade-

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) sofreu nesta semana um dos maiores ataques hacker ao Poder Público da história. Ainda não se sabe ao certo quais dados — nem o quanto — foi roubado pelos piratas cibernéticos, mas a avaliação preliminar dos técnicos é devastadora. O caso é investigado pela Polícia Federal.

“As diligências iniciais da investigação já foram adotadas, inclusive, com a participação de peritos da instituição. Eventuais fatos correlatos poderão ser apurados na mesma investigação, que está em andamento na Superintendência Regional da Policia Federal no Distrito Federal”, informou a PF em comunicado.

O assalto às informações ocorreu na tarde de terça-feira, 3, simultaneamente às sessões de julgamento dos colegiados das seis Turmas.

Como o sistema de comunicações do STJ segue sob vigilância e inoperante, as informações estão sendo compartilhadas pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Leia abaixo a nota assinada nesta quinta-feira, 5, pelo presidente do STJ, ministro Humberto Martins.

“O Superior Tribunal de Justiça (STJ) comunica que a rede de tecnologia da informação do tribunal sofreu um ataque hacker, nessa terça-feira (3), durante o período da tarde, quando aconteciam as sessões de julgamento dos colegiados das seis turmas. A presidência do tribunal já acionou a Polícia Federal para a investigação do ataque cibernético.

A Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação (STI) está trabalhando na recuperação dos sistemas dos serviços oferecidos pela Corte.

Por precaução, os prazos processuais seguem suspensos até a próxima segunda-feira (9). As demandas que importem em perecimento de direito (demandas urgentes, como liminares em habeas corpus) estarão centralizadas na presidência do STJ por igual prazo. As petições podem ser encaminhadas ao e-mail protocolo.emergencial@stj.jus.br.

Todas as sessões de julgamento, virtuais e/ou por videoconferência, estão suspensas ou canceladas até restabelecida a segurança do tráfego de dados nos nossos sistemas.

A área de TI do STJ recomendou aos usuários – ministros, servidores, estagiários e terceirizados – que não utilizem computadores, ainda que os pessoais, que estejam conectados com algum dos sistemas informatizados da Corte, até que seja garantida a segurança do procedimento.”

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site