“O Brasil não pode parar”: Confira campanha do governo contra quarentena

Preocupação do governo federal é com a paralisação da economia brasileira por conta do coronavírus O governo federal estuda fazer, nos próximos dias, uma ampla campanha publicitária incentivando as pessoas…
-Publicidade-

Preocupação do governo federal é com a paralisação da economia brasileira por conta do coronavírus

O governo federal estuda fazer, nos próximos dias, uma ampla campanha publicitária incentivando as pessoas a voltarem para a sua vida normal. Com o slogan #OBrasilNãoPodeParar, as peças publicitárias mostram o brasileiro comum se prevenindo contra o coronavírus, mas sem necessariamente trancado em casa.

-Publicidade-

Oeste teve acesso a uma versão prévia da campanha publicitária. A expectativa é que ela seja divulgada nas redes do governo federal a partir desta sexta-feira, 27. Uma versão para televisão também está sendo elaborada, mas integrantes da Secretaria de Comunicação (Secom) ainda estudam a necessidade de se expandir a campanha para a TV.

*Mais detalhes, em instantes

 

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

4 comentários Ver comentários

  1. Excelente iniciativa do governo federal. Somente os oportunistas, sobretudo os que nunca descem do palanque, querem a população trancada em casa e com medo.
    Venceremos o vírus e o Brasil não vai quebrar.

  2. Parabéns à Revista Oeste. Tenho lido e recomendado aos amigos, certo de que de um vez por todas teremos um órgão de imprensa verdadeiramente confiável.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.