Pacheco autoriza instalação da CPI do Crime Organizado

Comissões do MEC, das queimadas na Amazônia e das obras paradas também serão instauradas

-Publicidade-
Rodrigo Pacheco, o presidente do Senado Federal
Rodrigo Pacheco, o presidente do Senado Federal | Foto: Ton Molina/FotoArena/Estadão Conteúdo

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), leu nesta quarta-feira, 6, no plenário da Casa, o pedido de instauração da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Crime Organizado. Proposta pelo senador Eduardo Girão (Podemos-CE), a investigação visa a apurar a interferência do narcotráfico nos índices de homicídios de jovens ocorridos entre 2016 e 2020.

O parlamentar fundamenta o pedido de CPI na expansão das rotas e do comércio de drogas no território brasileiro. A CPI também pretende levantar os dados sobre a expansão das atividades das organizações criminosas no Norte e no Nordeste, além de reunir informações acerca da estrutura e do funcionamento desses grupos criminosos dentro e fora dos presídios.

CPI no atacado

-Publicidade-

Pacheco também autorizou o pedido de CPI do Ministério da Educação (MEC), feito pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP). Depois do período eleitoral, serão apuradas as atuações de pastores lobistas na pasta. No entanto, a oposição deve recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF) para tentar antecipar os trabalhos. A expectativa de Randolfe é que a Suprema Corte obrigue os líderes partidários a indicar os integrantes do colegiado, de maneira que as investigações sejam iniciadas mais rapidamente.

O Senado também vai instaurar outras duas CPIs: a das Queimadas na Amazônia, também endossada por Randolfe, que pretende apurar a “alta” no desmatamento e as queimadas na região; e a das Obras Paradas, pleiteada especialmente pelo senador Carlos Portinho (PL-RJ).

Cada uma das investigações terá 11 integrantes titulares e 11 substitutos.

Leia também: “Os jornalistas foram os palhaços da CPI”, artigo de J.R. Guzzo publicado na Edição 99 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

9 comentários Ver comentários

  1. Esse dignissimo Senador Rodrigo Pacheco tem obrigação de antes de qualquer cpis intaladas tem que priorizar as varias pedidos de impichemam dos ministros do STF.
    Mas, isso ele não vai fazer. Já fez um acordo de proteção com os srs. de toga

  2. A PEC que trata da investigação da atuação das ONG´s na amazônia, que está pronta para ser instalada desde 2019, foi novamente deixada de lado. Parece que nem o governo e muito menos a oposição tem interesse real pelo Pais.

  3. O congresso brasileiro é composto na sua maioria por pessoas totalmente estúpidas e malandras. Estão destruindo o conceito da ferramenta ‘CPI’. Não há executivo no mundo que consiga avanços significativos com a composição atual.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.