‘Para nomear, preciso explicar motivo?’, diz Heleno sobre mudanças na PF

Em entrevista exclusiva à Oeste, ministro do Gabinete de Segurança Institucional ressalta que ex-ministro Sérgio Moro colocou óbices nas substituições
-Publicidade-
General Heleno fala com exclusividade à Oeste | Foto: Cadu Gomes
General Heleno fala com exclusividade à Oeste | Foto: Cadu Gomes

Em entrevista exclusiva à Oeste, ministro do Gabinete de Segurança Institucional ressalta que ex-ministro Sérgio Moro colocou óbices nas substituições

Heleno
General Heleno fala com exclusividade à Oeste | Foto: Cadu Gomes
-Publicidade-

Durante entrevista exclusiva concedida à Revista Oeste, o ministro do Gabinete de Segurança Institucional, general Augusto Heleno, criticou a forma como o ex-ministro da Justiça Sérgio Moro reagiu à notícia de que o presidente da República, Jair Bolsonaro, faria mudanças na cúpula da Polícia Federal. As substituições na PF são alvo de uma investigação por parte da Procuradoria-Geral da República (PGR) após Moro alegar que houve interferência política no órgão.

HELENO FALA À OESTE: Os militares e a economia

De acordo com Heleno, “há uma hierarquia que tem de ser respeitada”. “Se existe uma lei que diz que o diretor da Polícia Federal é nomeação privativa do presidente da República, não cabe a ninguém discutir essa nomeação”, descreve o ministro. “Eu, para nomear um cara que é minha atribuição, tenho que fazer um documento, duas folhas de papel almaço explicando por que estou tirando um e colocando outro? Esse troço, para mim, é surreal”, complementou Heleno.

Em uma entrevista de 1h40, o ministro do GSI falou também sobre a economia brasileira, sobre projetos dos militares, tecnologia 5G, entre outros assuntos. A entrevista na íntegra está na edição 10 da revista Oeste.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

6 comentários

  1. Heleno, vc sabe que temos 11 bandidos no STF, nomeados por 4 presidentes bandidos, constitucionalmente o unico caminho para tirar esses bandidos togados seria o senado, mas também temos um senado comprometido com a mesma quadrilha que faz parte do Supremo, logo meu velho, para de mimimi e convence logo Bolsonaro a decretar o artigo 142 , e vamos para a guerra! do Contrario, em breve, muito breve o Sr que é um General de Exercito que tem meu respeito, estará preso e humilhado por ordem desses mesmo criminosos togados, agora, quem ganha a guerra é quem atirar primeiro! Faça como Israel, que quando se sente ameaçado, atacam antes! e assim eles tem se mantido vivos e ganhando guerras ! Se precisar,me chame, sou ex Infante, e sei matar até com baioneta se precisar! Mas por favor , pare de mimimi! Quem late não morte e cai no ridículo!

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site