Parler acusa Amazon de facilitar ataque ‘hacker’

Empresa teria deixado livre um caminho no sistema para criminosos acessarem dados de usuários da rede social
-Publicidade-
Empresa supostamente agiu intencionalmente
Empresa supostamente agiu intencionalmente | Foto: Divulgação/Parler

A companhia que controla a Parler acusou a Amazon Web Services (AWS, que oferece serviços de nuvem) de deixar falhas de segurança no sistema da rede social depois de suspendê-la. Dessa forma, hackers puderam atacar os data centers da plataforma que abrigam perfis de conservadores. Semana passada, também o Google e a Apple fecharam o cerco no entorno da Parler. No processo que está movendo na Justiça, a empresa de mídia garante que a Amazon deixou aberta a chamada Route 53, um serviço da web do sistema de nomes de domínio. Por ali, criminosos que atuam nas redes teriam agido para coletar informações de usuários da Parler. A ação tramita em um tribunal de Washington, nos Estados Unidos.

Leia também: “Ameaças de morte forçam ‘CEO’ do Parler a se esconder”

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.