Pazuello muda de cargo no governo

Ex-ministro da Saúde será assessor especial da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência
-Publicidade-
Eduardo Pazuello ocupará outro cargo no governo federal
Eduardo Pazuello ocupará outro cargo no governo federal | Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

O general Eduardo Pazuello dará expediente em outra função no Palácio do Planalto. O ex-ministro da Saúde deixará o cargo de secretário de Estudos Estratégicos da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República (SAE) e passará a ser assessor especial.

A mudança de cargo foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União nesta sexta-feira, 1º de outubro. Na prática, o salário de Pazuello seguirá inalterado. A mudança de cargo não representa promoção nem rebaixamento na estrutura do órgão.

Nova função, mesmo chefe

-Publicidade-

Na nova função, o general seguirá subordinado ao almirante Flávio Rocha, atual secretário de Assuntos Estratégicos. O militar trabalha no órgão vinculado ao Planalto desde julho deste ano.

A mudança ocorre na esteira da reformulação anunciada pelo governo na terça-feira 28. A Secretaria de Estudos Estratégicos deixou de existir, junto com a Secretaria de Planejamento Estratégico. Para substituí-la, o governo criou a Diretoria de Projetos Estratégicos.

Leia também: “Lewandowski mantém quebra de sigilos de Pazuello”

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

7 comentários Ver comentários

  1. “Diz-se, no mínimo, porque tudo indica que tais condutas são, em verdade, dolosas, uma vez que, como se narrou na descrição dos fatos, as atitudes adotadas pelo chefe da pasta da saúde o foram não com apoio em critérios técnicos, estudos científicos e necessidades prementes da população (que exigiriam diligência no planejamento para aquisição e distribuição de vacinas , kits de testes etc), mas, ao contrário, com base na aceitação acrítica (e injustificável) de orientações não técnicas e não-científicas de setores internos e externos ao governo federal”, dizem os procuradores.
    Os procuradores também destacam que o Ministério da Saúde não tinha compromisso com a eficiência na definição dos planos de combate a pandemia e citam gastos com remédios comprovadamente ineficazes — como a cloroquina e hidroxycloroquina.
    Os procuradores apontaram, ainda, que “essas condutas também afrontaram fortemente o princípio da lealdade institucional, que deveria pautar a atuação do Ministro de Estado, uma vez que, tendo ao seu dispor corpo técnico do Ministério especializado e capaz de orientá-lo com segurança no campo das ações sanitárias – já que o Ministro não tem qualquer formação na área — preferiu deixá-lo de lado e insistiu na adoção de medidas comprovadamente não eficazes ou, até mesmo, maléficas ao usuário”.

  2. Pazuello; Grande cidadão que merece de mim e de milhões e milhões de brasileiros, todo respeito e admiração. Competente, dedicado, obstinado em tudo que lhe é designado. Acredito que o Brasil precisa de muitos outros Pazuello’s, para poder mudar definitivamente para um País próspero, sem nenhum comunista influenciador em escolas e nem infiltrado na estrutura do Governo.

  3. Como todo militar de alto escalão
    Muito competente muito treinado,
    Excelente general de intendencia.
    Já prestou relevantes serviços ao país.
    As forças armadas precisam ser valorizadas por estas gerações esqueçam o quanto ajudam o país!
    Lamentáveis comentários oligofrenicos
    Destituídos de sentido
    E, maldosos.
    Tem gente que deveria se calar…pra não falar asneiras.
    Ad sumus
    Aço
    Orgulho de nossos militares
    Da reserva e ativa.

    Já políticos e ministros de tribunais superiores
    São seres inúteis
    Na maior parte interesseiros de plantão…E tem quem goste

      1. Concordamos 100% !
        (Ao menos neste espaço trocam a mortadela pela assinatura da revista…)

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.