Pazuello prevê ‘avalanche’ de novas propostas de vacinas

Ministro afirmou que a análise de eventuais propostas sempre terá como foco a segurança e a eficácia dos imunizantes
-Publicidade-
Eduardo Pazuello
Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello em evento em Brasília | Foto: Afonso Marangoni/Revista Oeste

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, acredita que nos próximos dias o Brasil vai receber uma “avalanche” de propostas de novas vacinas contra o novo coronavírus.

-Publicidade-

A declaração foi dada nesta quinta-feira, 21, no lançamento do ImunizaSUS, um projeto que busca capacitar profissionais de saúde que atuam em ações de vacinação em todo o país.

Leia mais: “Pazuello garante que não há atraso na importação de IFA para vacinas”

“Em janeiro e agora no começo de fevereiro vai ser uma avalanche de laboratórios apresentando propostas, porque são 270 iniciativas no mundo produzindo vacinas”, disse o ministro.

Pazuello declarou que o Ministério pretende colocar novos imunizantes à disposição o mais rápido possível, mas terá muita atenção e cuidado com a segurança e a eficácia dos produtos.

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comment

  1. Por enquanto temos uma avalanche de promessas. Uma avalanche de desencontros e de desinformações. Este processo todo é louvável sob o ponto de vista atual de fornecer a vacina, mas é totalmente intempestivo , atrasado e feito às pressas. O Planejamento dessa avalanche de vacinas já era conhecido e foi identificado e efetivado por outros países enquanto nós aqui ainda defendíamos a tal Cloroquina e fizemos contratos apenas com dois laboratórios mundo afora. Neste momento nossa avalanche possui duas possibilidades entre as dezenas citadas pelo Ministro. Este discurso seria excelente se tivesse sido proferido a três ou quatro meses atrás quando já era sabido dessa avalanche. Agora estamos respirando sem oxigênio cobertos pela avalanche da falta das vacinas.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site