Pedido de impeachment de Gilmar Mendes está parado desde 2019

Pedido de impeachment de Gilmar Mendes está parado desde 2019
-Publicidade-
Ministro Gilmar Mendes durante sessão plenária do STF. | Foto: Carlos Moura/SCO/STF
Ministro Gilmar Mendes durante sessão plenária do STF. | Foto: Carlos Moura/SCO/STF

Discussão voltou a ganhar força depois que ele criticou o exército dizendo que corporação estaria associada a um “genocídio”

Gilmar Mendes
Ministro Gilmar Mendes durante sessão plenária do STF. | Foto: Carlos Moura/SCO/STF

Em março de 2019, o jurista Modesto Carvalhosa entrou no Senado com um pedido de impeachment do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal.

-Publicidade-

Desde então, o processo não avança por decisão do presidente da Casa, senador Davi Alcolumbre.

Além deste, desde 2005 foram apresentados pelo menos outros 18 pedidos para tirar o ministro do cargo, individualmente ou junto com os demais magistrados do Supremo.

Carvalhosa alega, entre outros pontos, que Gilmar Mendes exerce atividade político partidária e age de modo incompatível com a honra dignidade e decoro nas funções de ministro do STF.

Segundo o jurista, por exemplo, Gilmar Mendes teria montado uma estrutura para eleger o irmão Chico Mendes prefeito de Diamantino, no Mato Grosso em 2000 e 2004.

“Genocídio”

A discussão sobre o pedido de impeachment do magistrado voltou a ganhar força depois que, no sábado, 11, ele criticou o enfrentamento à pandemia por parte do ministro interino da Saúde, general Eduardo Pazuello.

“O Exército está se associando a esse genocídio, não é razoável. Não é razoável para o Brasil. É preciso pôr fim a isso”, disse Gilmar Mendes.

Em seguida o ministério da Defesa rebateu as falas do ministro e disse que vai encaminhar representação ao procurador-geral da República, Augusto Aras.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

2 comentários Ver comentários

  1. Esse assunto, que estava PARADO desde 2019 voltou à baila para desviar o foco do ministro fake news Alexandre Moraes, que mentiu qto ao currículo.
    Daqui a pouco o foco muda de novo e tudo acaba em pizza!

  2. Novidade seria, se esse nefasto senado desse prosseguimento ao pedido de “impeachment” de Gilmar Beiçola. Nessa pocilga, a maioria tem rabo preso com o pior ministro (ministro?) do essetêefe.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.