-Publicidade-

PGR defende Daniel Silveira fora da prisão, mas com tornozeleira

Deputado está detido desde 16 de fevereiro, após gravar vídeo com ataques a ministros do STF
O deputado Daniel Silveira está preso desde 16 de fevereiro
O deputado Daniel Silveira está preso desde 16 de fevereiro | Foto: Reila Maria/Câmara dos Deputados

Em parecer encaminhado ao Supremo Tribunal Federal (STF) na segunda-feira 1º, a Procuradoria-Geral da República (PGR) se manifestou pela soltura do deputado Daniel Silveira, que se filiou recentemente ao PTB de Roberto Jefferson, desde que o parlamentar cumpra algumas medidas cautelares, entre as quais o uso de tornozeleira eletrônica.

Silveira está detido desde o dia 16 de fevereiro, por decisão do ministro do STF Alexandre de Moraes referendada pelos plenários da Corte e da Câmara dos Deputados. O parlamentar foi punido depois de gravar um vídeo com críticas e ataques aos magistrados do Supremo.

Leia mais: ‘Prisão de Daniel Silveira foi uma arbitrariedade’, diz senador

Segundo a manifestação da PGR, além do uso da tornozeleira “com área de inclusão limitada à sua residência ou domicílio”, Silveira não deve ser autorizado a se aproximar das dependências do STF.

No despacho, o vice-procurador-geral da República, Humberto Jacques de Medeiros, afirmou que “a expedição de mandado de monitoração eletrônica em seu desfavor com área de inclusão limitada à sua residência ou domicílio, bem como a imposição de afastamento do edifício-sede do Supremo Tribunal Federal, são medidas que evitariam novas intercorrências”.

Leia também: “O STF pode tudo?”, reportagem de capa da Edição 48 da Revista Oeste

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.