‘Por que Barroso não quer lisura nas eleições?’, pergunta Bolsonaro

Presidente utilizou-se de live realizada nesta quinta-feira, 5, para esclarecer as questões relacionadas ao voto ‘impresso’
-Publicidade-
O presidente Jair Bolsonaro voltou a criticar o ministro Luís Roberto Barroso
O presidente Jair Bolsonaro voltou a criticar o ministro Luís Roberto Barroso | Foto: Reprodução/YouTube

O presidente Jair Bolsonaro utilizou-se de live realizada nesta quinta-feira, 5, para esclarecer as questões relacionadas ao voto “impresso”. O assunto aqueceu o debate público porque ontem, quarta-feira 4, o deputado federal Filipe Barros (PSL-PR), relator da proposta de emenda à Constituição (PEC) do voto auditável na Comissão Especial da Câmara, tornou pública a informação de que o Tribunal Superior Eleitoral admitiu, em relatório enviado à Polícia Federal, invasões indevidas do sistema eleitoral brasileiro.

Explicação sobre as urnas auditáveis

Segundo Bolsonaro, o ministro Luís Roberto Barroso mente ao afirmar que a instauração do voto “impresso” nas eleições representaria um retrocesso. Desde novembro de 2020, o ministro da mais alta Corte brasileira mostrava-se contrário à substituição das urnas eletrônicas de primeira geração. “O eleitor não levará papel algum para casa”, explicou Bolsonaro. “Barroso sabe que está mentindo, não está falando a verdade.”

-Publicidade-

O presidente explica que os eleitores não terão acesso ao papel, de maneira que não será possível sair das seções eleitorais com a comprovação do voto em mãos. “A impressora mostra, por meio de uma placa transparente, o voto do cidadão em papel”, disse. “Caso a pessoa concorde com o voto registrado, basta apertar um botão para o papel cair em um saco de lona, que será aberto apenas depois do término das eleições.”

De acordo com Bolsonaro, os pleitos continuarão a ser apurados de forma eletrônica — com a diferença de que, se o voto “impresso” for instaurado nas eleições brasileiras, também haverá a contagem pública dos votos. “Esse modelo de apuração é feito nos países sérios”, asseverou. “Aqui, na América do Sul, o Paraguai adota esse sistema. Ninguém vai levar para casa o papel, não será possível vender o voto. Isso não existe.”

O chefe do Executivo federal afirma que a contagem pública dos votos não pode ser menosprezada, porque possibilita a realização de eleições cristalinas. “Será que é demais pedir eleições democráticas, transparentes, com a contagem pública dos votos?”, perguntou. “Sempre me falaram que a democracia não tem preço. Temos recursos para viabilizar o voto impresso — já conversamos com o Ministério da Economia sobre isso.”

Para reforçar a importância da instauração das urnas auditáveis nas eleições brasileiras, Bolsonaro ampara-se em relatórios produzidos Polícia Federal e pelo próprio Tribunal Superior Eleitoral, que mostravam a impossibilidade de realizar, de maneira satisfatória, a auditoria do processo entre a votação do eleitor e a contabilização do voto, no boletim de urna. “Vamos acreditar na Polícia Federal ou no ministro Barroso?”, perguntou.

Embate com Luís Roberto Barroso

Segundo Bolsonaro, não há motivos para desqualificar o ministro Luís Roberto Barroso, embora haja discordâncias entre ambos. “Sabemos que ele é antagônico à minha pessoa. Reconhecemos as posições dele enquanto ministro, suas votações”, afirmou. “Ele tem direito de se expressar, criticar, elogiar. Sabemos que ele deve favores ao PT, que foi advogado do terrorista Cesare Battisti, defendendo-o como se fosse uma pessoa inocente, um preso político.”

Por causa desse contexto, o presidente da República argumenta também ter o direito de criticar as posições do ministro do Supremo. “Não concordo com algumas das decisões do Barroso”, revelou. “Sabemos que o ministro é favorável ao aborto, à legalização das drogas e à diminuição da maioridade penal, mas não tem problema. Eu apenas não concordo. Ou sou obrigado a concordar com as posições dos ministros do Supremo, do STJ?”

Bolsonaro diz respeitar a consideração que o ministro Luís Roberto Barroso tem pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, mas adverte que o magistrado não pode interferir nas decisões do Parlamento. “Por que o Barroso não quer lisura nas eleições? Por que não quer o voto verdadeiramente democrático? Por que não quer a contagem pública dos votos? O que está acertado para as eleições de 2022? Isso nos deixa com dúvidas.”

Leia também: “O STF é quem de fato ameaça a democracia”, artigo de J. R. Guzzo publicado em Oeste

 

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

9 comentários

  1. “Barroso sabe que está mentindo, não está falando a verdade.”, disse o Presidente. Não só o Barroso sabe, como todo cidadão que conhece o básico sobre a PEC do voto impresso auditável. Para esse cidadão, Barro mente e mente descaradamente para enganar o povo, mesmo havendo um documento público oficial, a própria PEC, que prova que ele está mentindo. E, no entanto, é o próprio Barroso que pede ao colega Moraes para investigar o Presidente por divulgar informações falsas (fake news) sobre o sistema eleitoral. Isso é um conluio, uma cumplicidade indigna. E são integrantes da mais alta Corte do país que estão fazendo isso. O BRASIL ESTÁ SEM SAÍDA!

    1. Barroso gosta mesmo é de ……..Ops, nao posso falar senao o cabeça de ovo manda me prender.
      Segura ae seus malukos. Como disse o meu Presidente, suas batatas estao no forno. Ou seriam CENOURAS?

  2. Intimidações e ameaças atingem pessoas despreparadas e medrosas como a maioria dos parlamentares. A tática usada surtiu efeito e a comissão que estudava o assunto rejeitou o projeto. É possível reverter no plenário, mas já foi uma vitória dos ministros que estão cada vez mais lançando mão do que está fora das quatro linhas. Parece que importaram ideias do futebol onde a manipulação de jogos e negociações com jogadores é algo que atrapalha uma melhor visão sobre o esporte. Assim, a maioria da população tem o direito de desconfiar do judiciário. Dos políticos a gente já está decepcionado. Enfim, os ministros bateram o que puderam no presidente, processaram, intimidaram e até desrespeitaram. Pensavam que o presidente era uma ovelhinha mimada e que aceitaria o bombardeio de injustiças. O jogo não acabou, mas o Bolsonaro terá que se recuperar rapidamente para não levar uma goleada de gols ilegais sem que ele possa reclamar do VAR.

  3. “Urna eletrônica é segura e não há evidência de fraude, diz associação de peritos da Polícia Federal”. Renata saber em quem acreditar, na PF ou no PR…..

    1. Não só o STF não quer como os parlamentares, uma vez que vários ali se utilizam do artifício da fraude
      para se elegerem. É só pagar o que a máfia pede.

  4. Por que Itaú, Santander, Bradesco, Banco do Brasil, Caixa Econômica gastam fortunas com segurança digital para proteger seus clientes? Basta adotar o sistema do TSE. É “impenetrável”.

  5. Já é preciso ser planejado um Plano B caso o voto impresso não seja aprovado pelo Congresso Nacional: vide PROPOSTA ALTERNATIVA AO VOTO IMPRESSO SEM NECESSIDADE DE APROVAÇÃO DE PEC E SEM A SUA IMPRESSÃO. Garante 95% de confiabilidade ao resultado das eleições e com custos mínimos… https://youtu.be/ebVV0EldkOY .

  6. Não quer por que eles tem um plano em andamento: Primeiro eles derrubaram a condenação em segunda instancia uma vergonha para beneficiar e tirar Lula da cadeia, depois numa canetada o admirador da Dilma absolveu Lula de todas,todas as condenações e tornaram o ex presidiário elegivel e o Brasil agora terá que devolver todo dinheiro roubado e isto a midia não fala nada né!!!!! e agora eles dependem deste sistema obsoleto e fraudulento para levar o meliante sem dedo e a esquerda de volta ao poder, e tudo isto sendo encobertado pela midia esquerdista podre, nojenta e vendida, uma distorção demoniaca dos fatos, Boca de veludo já vinha atacando o Bolsonaro em lives em um total desrespeito chamando o PR de Fascista ele tem posições esquerdopatas claras, tudo isto sendo feito e o PR tem que ficar quietinho sem falar nada kkkkkk, ele é o PRESIDENTE ELEITO é um absurdo eles colocam o STF acima do presidente, há ele falou mau do STF, olha que absurdo kkkk ridiculos, escrotos.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro