Prefeito do PSDB se opõe a Doria: é contra vacinação obrigatória e ‘lockdown’

Felício Ramuth se opõe a questões defendidas pelo governador de SP
-Publicidade-
Felício Ramuth: integrante do PSDB, mas crítico a medidas defendidas por Doria | Foto: Reprodução/Jovem Pan
Felício Ramuth: integrante do PSDB, mas crítico a medidas defendidas por Doria | Foto: Reprodução/Jovem Pan

Felício Ramuth se opõe a questões defendidas pelo governador de São Paulo

felício ramuth - prefeito de são josé dos campos - psdb
Felício Ramuth: integrante do PSDB, mas crítico a medidas defendidas por Doria | Foto: Reprodução/Jovem Pan
-Publicidade-

Um político do PSDB do interior paulista não faz questão de esconder suas discordâncias em relação às estratégias definidas pelo governador João Doria em relação à tentativa de combate à disseminação do novo coronavírus no Estado. Na noite desta terça-feira, 15, o prefeito reeleito de São José dos Campos, Felício Ramuth, criticou a possibilidade de a vacinação contra a covid-19 ser obrigatória. Também reclamou de ações contra o funcionamento do comércio.

Leia mais: “Segundo Doria, 11 Estados firmaram contrato para adquirir a vacina chinesa”

As opiniões de Felício foram expostas durante participação em Os Pingos nos Is, atração da rádio Jovem Pan que conta com três colunistas da Revista Oeste como comentaristas: Ana Paula Henkel, Augusto Nunes e Guilherme Fiuza. Sobre se opor a medidas defendidas pelo governador e colega de partido, o prefeito falou em questões pontuais. No entanto, reclamou de o comitê estadual criado para o enfrentamento da covid-19 aparentemente não conhecer todo o território paulista. “Não entende bem as realidades locais de cada cidade, de cada região”, afirmou.

Nesse sentido, relatou ter sido alvo de decisões judiciais após ter ido, ainda no início da pandemia, contra medidas restritivas. Ele tentou, por exemplo, manter o comércio aberto em abril. Caiu na mira do Ministério Público e, agora, responde a cinco ações na Justiça. “[Tudo] por causa de medidas que eu entendia como certas”, disse à Jovem Pan. O prefeito de São José dos Campos ainda reclamou da decisão proibindo a venda de bebidas alcoólicas depois das 20h. “Não faz o menor sentido”, enfatizou o político — que se junta à lista de tucanos a reclamar publicamente de Doria.

Vacinas

No que depender de Felício Ramuth, nem todos os “brasileiros do Estado de São Paulo”, como há meses propaga Doria, irão tomar a vacina contra a covid-19. “Sou totalmente contra a vacinação obrigatória”, declarou o mandatário de São José dos Campos, município com 730 mil habitantes. Por fim, sem entrar no mérito do projeto da CoronaVac, o integrante do PSDB elogiou o imunizante em desenvolvimento pela Janssen — laboratório mantido pela norte-americana Johnson & Johnson, marca com base na cidade do interior paulista. “Será um vacina em dose única”, comentou. Assim, demonstrou que o Instituto Butantan poderia ir além do acordo firmado com uma farmacêutica chinesa.

Leia também: “Corrida da vacina: Anastasia sem anestesia”, artigo de Guilherme Fiuza publicado na Edição 38 da Revista Oeste.

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site