Prefeito do Rio de Janeiro impõe toque de recolher

Haverá, ainda, limitação de horário em bares e restaurantes
-Publicidade-
O prefeito do Rio, Eduardo Paes
O prefeito do Rio, Eduardo Paes | Foto: Arquivo/Agência Brasil

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (DEM), impôs um toque de recolher na capital fluminense. Conforme o decreto publicado no Diário Oficial nesta quinta-feira, 4, a medida restringirá a circulação de pessoas nas ruas entre 23h e 05h. O documento tem validade de uma semana e entra em vigor amanhã. Segundo estabeleceu o Poder Executivo, estão proibidos comércios de rua, na praia — ambulantes e quiosques — e o funcionamento de boates e similares.

Haverá, ainda, limitação de horário em bares e restaurantes de modo a conter o avanço do coronavírus — inclusive no interior de shoppings — que só vão poder funcionar das 6h às 20h, limitados a 40% da capacidade. Além disso, as autoridades podem determinar a interdição imediata de estabelecimentos. Pessoas físicas podem ser multadas em R$ 566,42. A fiscalização será da Secretaria de Ordem Pública (Seop), Guarda Municipal e da Vigilância Sanitária.

-Publicidade-

Situação hospitalar

De acordo com o Executivo, o município possui taxa de 91% de ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva.

Leia também: “Senado vota hoje PEC que recria o auxílio emergencial”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

3 comentários

  1. Tenho certeza que o Complexo do Alemão, Rocinha e Maré e todas as “comunidade” da Baixada atenderão com patriotismo nosso querido, amado, corajoso, dinâmico, sábio e abnegado prefeito Eduardo Paes

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.