Professor de escola pública oferece ponto na média para estudantes que se beijarem

Educador foi afastado; diretoria repudiou o ocorrido
-Publicidade-
Colégio Estadual Heitor Villa Lobos, no bairro do Cabula, em Salvador | Foto: Reprodução/Redes sociais
Colégio Estadual Heitor Villa Lobos, no bairro do Cabula, em Salvador | Foto: Reprodução/Redes sociais

Um professor da escola pública Colégio Estadual Heitor Villa Lobos, em Salvador (BA), foi afastado depois de estimular alunos a se beijarem em troca de pontos na média curricular. Os estudantes do 6° ano têm entre 11 e 13 anos.

O fato ocorreu em 11 de novembro. Duas mães de estudantes acionaram a diretoria e prestaram queixa contra o educador na Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Contra a Criança e o Adolescente.

-Publicidade-

Em nota, o colégio manifestou repúdio ao episódio. A diretora Jeana Lemos de Oliveira disse que, em menos de 24 horas após o ocorrido, a escola se reuniu com os estudantes e os pais, além de pedir a saída do educador ao governo estadual.

A Secretaria Estadual de Educação informou que, ao tomar conhecimento da denúncia feita pela direção do colégio, afastou imediatamente o professor e instaurou um processo administrativo para apurar o caso.

A polícia comunicou que participa das investigações.

Leia a nota da escola pública

Outros casos

Um professor de filosofia do ensino médio da Escola Estadual Antônio Thomaz Ferreira de Rezende, em Uberlândia (MG), afirmou em sala de aula que não aceita “defesa de bolsonaristas em sala de aula”. A declaração consta em um vídeo que está circulando nas redes sociais.

“Defender argumentos de bolsonaristas, hoje… a paciência tem limite”, disse o educador. “Quando se defende preconceito, racismo, xenofobia, entre outros, você está defendendo um crime atrás do outro. Isso não vai acontecer dentro da minha sala de aula”, acrescentou o professor.

A Revista Oeste entrou em contato com a direção da escola, que confirmou o caso. O educador está afastado por supostamente ter comorbidades. Paralelamente, uma representação foi feita e apresentada à Secretaria da Educação.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.