R$ 2 bilhões do Fundo Eleitoral podem ser destinados no combate ao coronavírus

O Fundo Eleitoral, de R$ 2 bilhões, poderá ser usado no combate ao coronavírus se as eleições municipais de outubro forem adiadas. A posição consta do parecer do senador Eduardo Gomes (MDB-TO), relator de uma Medida Provisória que abre crédito extraordinário para ações de combate ao coronavírus.
-Publicidade-
Senado Federal | Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado
Senado Federal | Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

Relator da proposta condicionou o uso do fundo ao adiamento das eleições municipais

Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

O Fundo Eleitoral, de R$ 2 bilhões, poderá ser usado no combate ao coronavírus se as eleições municipais de outubro forem adiadas.

-Publicidade-

A posição consta do parecer apresentado nesta sexta-feira, 27, pelo senador Eduardo Gomes (MDB-TO), relator de uma Medida Provisória que abre crédito extraordinário para ações de combate ao coronavírus.

Gomes, que é o líder do governo na Casa, acatou parcialmente uma emenda do líder da Rede, senador Randolfe Rodrigues (AP), que não condicionava o remanejamento de recursos à suspensão das eleições.

Outra parte da emenda, que sugeria que os recursos do fundo partidário também fossem remanejados para o combate à covid-19, foi rejeitado pelo relator.

A MP que abre crédito extraordinário de R$ 5 bilhões para os Ministérios da Educação e da Saúde desenvolverem ações de combate ao coronavírus recebeu 20 sugestões de emendas, mas apenas a de Randolfe Rodrigues foi acatada, parcialmente.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.