Relatório da CPI da Covid é ‘peça política para agradar ao PT’, afirma Flávio Bolsonaro

Segundo o senador, parecer também busca desgastar o presidente Jair Bolsonaro nas eleições de 2022
-Publicidade-
Senador Flávio Bolsonaro | Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Senador Flávio Bolsonaro | Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ) afirmou nesta sexta-feira, 15, que o relatório final da CPI da Covid “é uma alucinação, não se sustenta e é um desrespeito com as quase 600 mil vítimas da covid”. Ele ainda disse que “se trata apenas de uma peça política para agradar ao PT” e para tentar desgastar Bolsonaro nas eleições de 2022.

Mesmo antes de ser apresentado, pontos do relatório do relator Renan Calheiros (MDB-AL) começam a ser divulgados. Entre eles está o pedido de indiciamento do presidente da República e de seus filhos, incluindo Flávio Bolsonaro.

Leia mais: “Lula afirma que o coronavírus pode ter afetado o cérebro de Ciro Gomes”

-Publicidade-

“As acusações contra mim e contra o governo não têm base jurídica e sequer fazem sentido”, afirmou.

O senador disse ainda que “apesar de a  CPI insistir no rótulo de negacionista”, foi o governo Bolsonaro que aplicou mais de 254 milhões de doses de vacina.

Íntegra da nota

“O relatório do senador Renan Calheiros é uma alucinação, não se sustenta e é um desrespeito com as quase 600 mil vítimas da covid que esperavam algo de útil da CPI. Trata-se apenas de uma peça política para agradar ao PT e para tentar desgastar o presidente Jair Bolsonaro nas eleições de 2022.

As acusações contra mim e contra o governo não têm base jurídica e sequer fazem sentido. É preciso lembrar que todas as vacinas aplicadas no país, sem exceção, foram compradas pelo governo Bolsonaro. E que, apesar de a CPI insistir no rótulo de negacionista, foi o governo Bolsonaro que aplicou mais de 254 milhões de doses de vacina, distribuiu 300 milhões de doses aos Estados e que por conta desse esforço alcançou 65% da população adulta totalmente imunizada, até o momento.

Além disso, foi Bolsonaro que garantiu oxigênio e dezenas de milhares de leitos de UTI em todo o Brasil para fazer frente à pandemia. Se não fosse Bolsonaro, que por meio do auxílio emergencial transferiu R$ 335,6 bilhões e atendeu 68 milhões de brasileiros, o país teria se transformado num caos.”

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

  1. ESSA TAL CPI DO “ME ENGANA QUE EU GOSTO” TEVE SIM GRANDE SERVENTIA, POIS
    SERVIU PARA O POVO CONHECER MELHOR OS SENADORES QUE A ORQUESTRARAM,
    AGORA CADA UM PHD NA ARTE DE CIRCO MAMBEMBE!!! A CPI FOI UM CIRCO DE QUINTA CATEGORIA, AGRADANDO APENAS AOS MILITONTOS DE PLANTÃO!

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.