‘Renan falando em honestidade é a maior piada que existe’, diz Lira

Rivais em Alagoas, parlamentes têm trocado farpas nas redes sociais
-Publicidade-
Presidente da Câmara, Arthur Lira | Foto: Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados
Presidente da Câmara, Arthur Lira | Foto: Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), afirmou nesta segunda-feira, 23, em sua conta no Twitter, que o senador Renan Calheiros (MDB-AL) vira “piada” ao falar sobre honestidade.

A declaração ocorre depois de Renan afirmar que Lira quer “bater a carteira de governadores e prefeitos”.

Mais cedo, Renan também criticou Lira pelo Twitter:

Disputa por Alagoas

O conflito entre o senador e o deputado foi acentuado com a eleição para governador e vice-governador no Estado de Alagoas. No domingo 15, a Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE) elegeu Paulo Dantas (MDB) governador do Estado. Ele é aliado político de Calheiros. Com o vice-governador, José Wanderley Neto, ele irá exercer um mandato-tampão até 31 de dezembro de 2022.

A vitória de Dantas representa uma derrota para o presidente da Câmara dos Deputados, que tentava emplacar o deputado Davi Maia (União Brasil-AL) no cargo de governador de Alagoas.

A eleição foi feita sub judice, porque tramita no Supremo Tribunal Federal (STF) um processo aberto pelo PP e pelo PSB que questiona as regras definidas pela Assembleia Legislativa. O julgamento, porém, foi suspenso na sexta-feira 13, depois do pedido de vista do ministro Nunes Marques, que queria mais tempo para analisar o caso. Mesmo assim, a eleição foi realizada, porque estava em vigor uma decisão liminar que autorizava o pleito.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

5 comentários Ver comentários

  1. O pior é que dá para contar nos dedos de uma mão aqui em São Paulo, de quem sabe o nome dos nossos senadores (eu sei de 2, mas do substituto do Major Olímpio não consigo guardar).

  2. Renan Calheiros, substituto de Lampião rei do cangaço. Esse não mede consequências quando seu umbigo está em jogo. Difícil saber se algo foi feito para o povo alagoano durante sua vida política. Rouba desde os tempos de Collor.

  3. Enquanto isso, o Estado de São Paulo com a maior população eleitoral do pais com mais de 33 milhões de eleitores tem 70 deputados, e 16 microestados com menos de 32 milhões de eleitores tem 145. Acho que dá para entender a qualidade da composição da Câmara Federal. Vale dizer que São Paulo é o único estado a ter tamanha desproporcionalidade na representação nessa casa. Alagoas com 2,2 milhões de eleitores tem 9 deputados. Dá para entender essa flagrante lei inconstitucional que limita a no mínimo 8 e máximo 70 deputados por Estado? Não falo aqui em inchar mais essa GORDA Câmara Federal, mas reduzi-la em no mínimo 1/3 de suas cadeiras e com adequada distribuição proporcional por Estado.
    Já que falamos em enxugar, para que precisamos de 3 inúteis senadores (Randolpes ou Renans) por Estado? Não basta 1?

  4. Pois é… Maior piada ainda é o Arthur Lira dizer isso de seu conterrâneo das Alagoas. Os dois merecem representar aquele estado no Congresso, Alagoas é a cara deles.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.