Representante da Pfizer presta depoimento hoje na CPI da Covid

Aquisição de vacinas é o tema central da pauta
-Publicidade-
O Ministério da Saúde nega suposta omissão para a compra de vacinas
O Ministério da Saúde nega suposta omissão para a compra de vacinas | Foto: Niyi Fote/Estadão Conteúdo

Carlos Murillo, gerente-geral da farmacêutica Pfizer na América Latina, será ouvido nesta quinta-feira, 13, na Comissão Parlamentar de Inquérito da Covid-19. Senadores de esquerda querem detalhes sobre as negociações para a compra de vacinas contra o coronavírus. Em novembro do ano passado, o então secretário de Comunicação Social, Fabio Wajngarten, participou de uma reunião com o executivo. A pauta era a obtenção de imunizantes. Portanto, os congressistas devem pedir mais dados acerca do encontro. Cópias de telegramas, ofícios e cartas já foram solicitadas à farmacêutica pela CPI.

O Ministério da Saúde (MS) nega suposta omissão e garante que não fechou negócio antes porque o contrato da Pfizer possuía “cláusulas leoninas”, entre elas, o dispositivos que trata da responsabilidade. Potenciais efeitos adversos dos produtos seriam transferidos para o governo brasileiro. Os documentos só poderiam ser assinados se houvesse alteração na lei brasileira. A providência foi tomada pelo presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG). Além disso, o MS garante que a quantidade de unidades da Pfizer ofertadas naquele momento era pequena e insuficiente — cerca de 500 mil.

Leia também: “A supervacina”, reportagem publicada na Edição 39 da Revista Oeste

-Publicidade-
Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

3 comentários

  1. Continua o teatrinho do fala fina que nunca saiu de fato do PT e de Renan dos escândalos de corrupção, parceiraço do líder do quadrilhão que assaltou o país por 12 anos. Que circo!

  2. O que tem a ver a data da carta da Pfizer de setembro/2020 e que o intrometido do Wajngarter, recebeu de um certo CEO de um canal de televisão em novembro/2020, se as primeiras vacinações no planeta iniciaram no Reino Unido (fabricante de vacina) foram em 8/dez/2020 e nos Estados Unidos (fabricante de vacina) foram em 14/12/2020? Então que história é essa que dizem que as vacinações no Brasil (não fabrica vacinas) poderiam ter início em Novembro/2020! Por acaso estamos lidando com um bando de retardados?

    1. A vacinação em massa no Brasil se iniciou em 19/01/2021 ou seja 35 dias após o início da vacinação nos Estados Unidos (fabricante da vacina da Pfizer) então que atraso é esse que esses idiotas dessa CPI alegam?

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro