Saúde retira intervalo entre vacinas da gripe e da covid

Fim do intervalo também vale para as outras vacinas do calendário nacional de vacinação
-Publicidade-
Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga | Foto: Tony Winston/MS
Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga | Foto: Tony Winston/MS

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou nesta quarta-feira, 29, que a pasta retirou a orientação de dar um intervalo mínimo de 14 dias entre a aplicação das vacinas da gripe e da covid-19.

A decisão foi tomada após reunião da Câmara Técnica de Assessoramento em Imunização (CTAI) que recomendou o fim do prazo mínimo para a aplicação entre as vacinas, com o objetivo de aumentar a imunização contra as duas doenças.

Leia mais: “Bolsonaro anuncia licença para construção de linhão que ligará Roraima ao sistema elétrico”

-Publicidade-

Ainda não foi informado quando a nova recomendação vai começar a valer. O fim do intervalo também vale para as outras vacinas do calendário nacional de vacinação.

“Essa recomendação foi feita para que o cidadão procure o posto para tomar a segunda dose da vacina da covid-19 e já aproveite que está no posto para também tomar a vacina da gripe. A Câmara Técnica mostrou um estudo que aponta que é seguro, e não há problema nenhum em seguir essa estratégia”, afirmou nesta semana o secretário-executivo do Ministério da Saúde, Rodrigo Cruz.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.