‘Se ele tiver grandeza moral, tem que se retratar’, diz Mourão sobre Gilmar

'Se ele tiver grandeza moral, tem que se retratar', diz Mourão sobre Gilmar
-Publicidade-

No fim de semana, o ministro do Supremo disse que o Exército se associou a um “genocídio”

Gilmar Mendes
Ministro Gilmar Mendes durante sessão da 2ª turma do STF | Foto: Nelson Jr./SCO/STF
-Publicidade-

Se o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, tiver “grandeza moral”, tem que se retratar após declarar que o Exército se associou a um “genocídio” durante a pandemia.

A avaliação é do vice-presidente da República, general Hamilton Mourão, e foi proferida nesta terça-feira, 14.

Ontem, Mourão já havia dito que Gilmar “forçou a barra e ultrapassou o limite da crítica”.

Em nota divulgada na manhã desta terça, o ministro do STF afirmou que não atingiu a honra do Exército e manteve as críticas à “substituição de técnicos por militares nos postos-chave do Ministério da Saúde”.

Em reação às afirmações de Gilmar Mendes, o Ministério da Defesa entrou com uma representação contra ele na Procuradoria-Geral da República.

Em entrevista à CNN Brasil, Mourão afirmou que é preciso esperar a redução no avanço da covid-19 no país para promover a troca no comando do Ministério da Saúde.

Eduardo Pazuello, general da ativa, está no comando interino da pasta há dois meses e é pressionado pelo núcleo militar do governo a ir para a reserva.

Com informações do Estadão Conteúdo

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

11 comentários

  1. Primeiro esse indivíduo disse que “o exército se ASSOCIOU a um genocídio”. Ora, se o exército se associou a um crime dessa monta, quem estaria cometendo esse crime? As irmãs Carmelitas? Claro que não. O endereço era para o governo do Bolsonaro, quiçá ao próprio. Então ele ACUSA o governo do Bolsonaro de um crime de genocídio e que as FFAA’s se associou a ele. Agora ele se desculpa com apenas as FFAA’s e não com o governo do Bolsonaro, porém, o mais importante, não retira a ACUSAÇÃO. Creio que ele terá que provar a autoria desse crime e caso não o consiga, que seja processado e enquadrado na Lei de Segurança Nacional e preso. OU VAI FICAR POR ISSO MESMO?

  2. As pessoas podem começar a não cumprir mais as leis e regras nesse País justamente por assistir a situações absurdas desse tipo onde ninguém acaba sendo punido!!!

  3. O Vice-presidente está certo e foi bem comedido ao comentar o caso. Sabe o que está por trás das falas desse ministro. No mais, os ministros do STF não estão nem aí para a opinião da população, das Instituições, etc. Eles fazem o que querem sem ter que dar satisfação. Não vi até agora qualquer colaboração prática da Corte ao combate da pandemia. Pelo contrário, o comportamento do ministro Gilmar Mendes e de outros só prejudica o País e o próprio Tribunal. Por a pecha de genocida no Presidente da República extrapola o direito a crítica, ainda mais saindo da boca de um ministro. Na verdade, Juiz da ativa tem que ser discreto, guardar distância dos fatos, ter vida social restrita (ônus do cargo que ocupa). O que o ministro afirmou foi extremamente desrespeitoso, isso se não configurar crime. Mas são eles que dão a palavra final, e são corporativistas, então nada acontece ou acontecerá.

  4. Caro general, tenho um respeito imenso pelo Sr, desde sua postura corajosa no caso da Raposa Serra do Sol em 2008, mas devo dizer que esperar grandeza moral de Gilmar Mendes é pura perda de tempo. O que o STF precisa é de IMPEACHMENT!

  5. As grandezas em evidência desse pulha são sua barriga e sua boca de sapo. Moral? Retratação? A ingenuidade é tanta que às vezes parece até combinado.

  6. Um genocídio que o próprio STF ajudou acontecer. Não foram eles, que puseram todo poder de combate, nas mãos de governadores e prefeitos, grande parte deles corruptos?

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.