‘Se ele tiver grandeza moral, tem que se retratar’, diz Mourão sobre Gilmar

'Se ele tiver grandeza moral, tem que se retratar', diz Mourão sobre Gilmar
-Publicidade-

No fim de semana, o ministro do Supremo disse que o Exército se associou a um “genocídio”

Gilmar Mendes
Ministro Gilmar Mendes durante sessão da 2ª turma do STF | Foto: Nelson Jr./SCO/STF

Se o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, tiver “grandeza moral”, tem que se retratar após declarar que o Exército se associou a um “genocídio” durante a pandemia.

-Publicidade-

A avaliação é do vice-presidente da República, general Hamilton Mourão, e foi proferida nesta terça-feira, 14.

Ontem, Mourão já havia dito que Gilmar “forçou a barra e ultrapassou o limite da crítica”.

Em nota divulgada na manhã desta terça, o ministro do STF afirmou que não atingiu a honra do Exército e manteve as críticas à “substituição de técnicos por militares nos postos-chave do Ministério da Saúde”.

Em reação às afirmações de Gilmar Mendes, o Ministério da Defesa entrou com uma representação contra ele na Procuradoria-Geral da República.

Em entrevista à CNN Brasil, Mourão afirmou que é preciso esperar a redução no avanço da covid-19 no país para promover a troca no comando do Ministério da Saúde.

Eduardo Pazuello, general da ativa, está no comando interino da pasta há dois meses e é pressionado pelo núcleo militar do governo a ir para a reserva.

Com informações do Estadão Conteúdo

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.