Senadores entregam a Aras relatório final da CPI da Covid

Documento pede o indiciamento de duas empresas e 78 pessoas, entre elas o presidente Jair Bolsonaro
-Publicidade-
Senadores da CPI da Covid entregam relatório final ao procurador-geral da República, Augusto Aras | Foto: Antonio Augusto/Secom/MPF
Senadores da CPI da Covid entregam relatório final ao procurador-geral da República, Augusto Aras | Foto: Antonio Augusto/Secom/MPF

Senadores da CPI da Covid entregaram nesta quarta-feira, 27, ao procurador-geral da República, Augusto Aras, o parecer final da comissão elaborado pelo relator Renan Calheiros (MDB-AL) e aprovado ontem por sete votos favoráveis e quatro contrários.

O documento pede o indiciamento de duas empresas e 78 pessoas, entre elas o presidente Jair Bolsonaro. Os senadores atribuíram a ele a prática de nove crimes durante a pandemia, entre eles infração a medidas sanitárias e charlatanismo.

-Publicidade-

Apenas o Ministério Público tem a prerrogativa de pedir indiciamento e propor uma ação penal. Ao receber o documento, Augusto Aras disse que a CPI já produziu resultados.

“Nós já temos várias investigações em curso, ações de improbidade e denúncias já ajuizadas com o afastamento de autoridades estaduais e municipais. A chegada do material referente às autoridades com prerrogativa de foro certamente contribuirá para que possamos dar a agilidade necessária à apreciação dos fatos que possam ser puníveis.”

Outras medidas

Durante a audiência, o PGR mencionou providências tomadas pelo MPF ao longo dos quase 20 meses desde o início da pandemia. Em relação ao relatório, disse que uma equipe qualificada analisará, sob sua coordenação direta, todas as informações e adotará as providências cabíveis.

O presidente da CPI, Omar Aziz (PSD-AM), fez um breve relato dos trabalhos e, na visão dele, houve resistência do governo federal na compra de vacinas, e esse foi um dos fatos mais graves apurados pela comissão.

Fatiamento

Ficou acertado que a CPI enviará à PGR, de forma separada, a parte da documentação referente a pessoas com foro privilegiado. A estratégia dos integrantes da comissão é encaminhar o relatório para várias autoridades, não só à Procuradoria.

Ao ser informado do fatiamento, Aras disse que essa descentralização “racionaliza o trabalho” e permite que a avaliação seja feita de forma mais rápida.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

13 comentários Ver comentários

  1. A repartição terá papel higiênico para mais de uma semana. Tem que avisar para amaciar e descontaminar essa porcaria antes de usar, ouviu, Aras?

  2. Senadores, da oposição entregaram relatório de narrativas, vamos ver se tem provas agora, se não tiver quem deveria ser indiciados são eles, por acusação caluniosa, danos a imagem do Brasil, traição a pátria e por ai vai……

    1. Minha sugestão é imprimir em papel tipo higiênico dupla folha suave e distribuir gratuitamente em todas rodoviárias, estações de trens e metrôs pelo país, será um sucesso com certeza.

      1. TAMBÉM SUGIRO DISTRIBUIÇÃO GRATUITA PARA DONOS DE CÃES, GATOS E
        OUTROS PETS.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.