Servidores federais aprovam paralisação em janeiro por reajuste salarial

Representantes do funcionalismo também discutiram em reunião nesta quarta-feira a possibilidade de greve para fevereiro
-Publicidade-
Vista aérea da Esplanada dos Ministérios em Brasília | Foto: Ana Volpe/Agência Senado
Vista aérea da Esplanada dos Ministérios em Brasília | Foto: Ana Volpe/Agência Senado

Para pressionar o governo federal a conceder reajuste salarial generalizado, representantes dos servidores federais decidiram nesta quarta-feira, 29, que poderão fazer paralisações em janeiro.

A mobilização ganhou força após o presidente Jair Bolsonaro priorizar a destinação de R$ 1,7 bilhão para reajuste apenas de policiais federais em 2022.

-Publicidade-

Em reunião, o Fórum Nacional Permanente de Carreiras Típicas de Estado (Fonacate) também não descartou uma greve geral, sem prazo para terminar, a partir de fevereiro.

A entidade congrega 37 entidades associativas e sindicais, representando cerca de 200 mil servidores públicos, incluindo diplomatas, analistas do Tesouro Nacional, auditores do Trabalho e peritos, entre outros.

Em comunicado, o Fonacate afirmou que a maioria dos servidores federais está com remuneração congelada desde 2017, acumulando, de lá para cá, perdas de 27,2%, levando-se em conta o IPCA, índice oficial.

Segundo o documento, nas duas primeiras semanas de janeiro a entidade irá cumprir “formalidades visando à deflagração de paralisação ou greve”.

Na prática, a agenda vai consistir em levar demandas aos órgãos competentes e “demonstrar que foram frustradas as tentativas de negociação”.

Convocações e realizações de assembleias de cada categoria entre os dias 10 e 14 de janeiro também estão previstas para esse período.

O fórum prevê paralisação de um dia, em 18 de janeiro. Se mesmo assim o governo não ceder, eles podem ficar de braços cruzados por dias: 25 e 26 de janeiro.

Algumas categorias já estudam acionar a Justiça para conseguir um reajuste semelhante ao que deve ser concedido a policiais.

Nos últimos dias, auditores fiscais da Receita Federal entregaram cargos de chefia após o Congresso aprovar previsão de reajuste para policiais federais no Orçamento de 2022.

O sindicato dos auditores estima que 738 profissionais em postos de chefia já abriram mão de cargos comissionados em protesto, ou seja, 93% dos chefes de unidade do país.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

17 comentários Ver comentários

      1. José Roberto Lima, estamos aqui para debater idéias e seu nível de agressividade está fora de contexto. Acho que quem está mostrando incapacidade cognitiva referida por vc, não são os demais. Sorry, te manca um pouquinho para o bem do debate.

  1. Acho esse pedido de aumento de cunho politico e direcionado a enfraquecer o governo explicitamente!!! Ano que vem a batalha será terrível, botarão fogo no país, tudo para desestabilizar, mas ganharemos de forma avassaladora!!!

  2. Sou Bolsonarista, mas admito que mexer no orçamento destinando quase 2 BI para conceder aumento a uma única categoria foi um erro; o país não tá em condição de dá aumento a servidores nesse momento. Agora terá um 2022 de palalizações, com certeza. Tiro no pé.

    1. Não concordo. As polícias estão ajudando diretamente no enfrentamento às novas fontes de financiamento da esquerda sul americana: o narcotráfico. Na luta contra o comunismo tem de priorizar os investimentos parcos. Esses que se dizem servidores públicos e que querem greve são os infiltrados de sempre, pelegos de ladrões da qualidade do Chefe 9 Dedos.
      A maioria da população brasileira (que não é funcionária pública) perderam empregos, fecharam empreendimentos e passam fome. Os funcionários públicos mantiveram ser empregos. Então nada mais justo do que sofrerem também a recessão que atinge o país.

      1. Quanta imbecilidade vcs adoradores do assassino tem, parabéns, quando abrir concurso, façam a inveja e incapacidade de vcs é uma merda. Vão estudar seus ignorantes.

  3. Só faltando agora para começar bem o ano de 2022 o LADRÃO entrar com pedido de indenização / reparação e devolução da grana que roubou após ter sido condenado em 2 instâncias judiciais. Como ja dito por aqui PDV e concurso geral

  4. MANDA TUDO ESSES VAGABUNDOS EMBORA E FAZ NOVOS CONCURSOS COM GENTE QUE PRECISE DE TRABALHO, QUE REPRESENTA UMA GALEEEEEERA NESSE PAÍS ONDE O partido dos trabalhadores e o psdb ESTIVERAM NO PODER POR 30 ANOS E DEIXARAM MAIS DESEMPREGADOS DO QUE ENCONTRARAM.

  5. Abra um programa de demissão voluntária
    Assim que finalizar abra os concursos públicos , quem achar que o salário está baixo não preste o concurso .
    Não esquecer da reforma administrativa , para demitir por falta de produção.
    Bem vindos ao Brasil pós PT corrupto que faliu o país !

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.