STF envia processo de Cunha à Justiça Eleitoral do Rio de Janeiro

Ex-presidente da Câmara dos Deputados é investigado por corrupção, lavagem de dinheiro e evasão de divisas
-Publicidade-
Eduardo Cunha é ex-presidente da Câmara dos Deputados
Eduardo Cunha é ex-presidente da Câmara dos Deputados | Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) determinou nesta terça-feira, 14, que um processo contra Eduardo Cunha, ex-deputado federal e ex-presidente da Câmara, deve tramitar na Justiça Eleitoral do Rio de Janeiro.

Os ministros consideram que a 13ª Vara Federal de Curitiba, onde o caso era analisado, não é competente para tratar da acusação. De acordo com a decisão, caberá à Justiça Eleitoral avaliar se os atos decisórios e as provas produzidas até o momento são válidas.

Cunha é investigado por corrupção, lavagem de dinheiro e evasão de divisas na venda de um campo de exploração em Benin, na África.

-Publicidade-

Leia também: “Cunha terá acesso a mensagens atribuídas a Moro e a procuradores”

Telegram
-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro