TCU: 79 mil militares receberam Auxílio Emergencial indevidamente

Em julho deste ano, relatório da CGU também apontou irregularidades
-Publicidade-
Aplicativo do auxílio emergencial | Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Aplicativo do auxílio emergencial | Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil | Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Em um conjunto de relatórios, o ministro Bruno Dantas, presidente em exercício do Tribunal de Contas da União (TCU), informou à equipe de transição do presidente eleito, Lula (PT), que cerca de 80 mil militares receberam o Auxílio Emergencial indevidamente, durante a pandemia do novo coronavírus.

Um dos critérios para ter acesso ao benefício era estar desempregado, o que não seria o caso dos militares. Os documentos entregues pelo TCU tinham fiscalizações e avaliações sobre as políticas públicas do governo federal.

“O TCU identificou, logo no primeiro mês de pagamento do auxílio, mais de 79 mil militares que receberam, indevidamente, o Auxílio Emergencial”, disse Dantas, na quarta-feira 16. “Um dos critérios de elegibilidade para receber o benefício era que as pessoas fossem desempregadas. Então, quem era militar, não poderia receber o auxílio.”

-Publicidade-

Em 2020, no segundo mês de pagamento do benefício, o tribunal solicitou ao Ministério da Cidadania a lista de beneficiários.

O governo federal pagou, ao todo, nove parcelas do auxílio em 2020 e mais sete em 2021, a fim de reduzir os efeitos da pandemia sobre os desempregados. O repasse total aos cidadãos foi de quase R$ 300 bilhões.

CGU também vê irregularidades

Em julho deste ano, a Controladoria-Geral da União (CGU) divulgou uma auditoria que identificou irregularidades no pagamento do benefício. O documento encontrou 135 mil casos de pessoas que tinham indicativo de óbito, quase 2 milhões de cidadãos com vínculo empregatício formal, pouco mais de 58 mil beneficiários que fazem parte da ativa das Forças Armadas, 42 servidores públicos federais, 411 menores de idade, entre outros. Ao todo, os pagamentos que seriam irregulares chegam a custar mais de R$ 9 bilhões. Conforme a CGU, cerca de 5,2 milhões de pessoas receberam o auxílio de modo indevido.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

15 comentários Ver comentários

  1. Impressionante como a figura do Lula expressa a maioria do povo brasileiro, como pessoas que se apropriam da coisa pública sem qualquer receio de sofrer sanção. É claro que tais conduta de vorazes tomadores de coisa alheia deve ser combatida com energia. E me digam uma coisa: são para esses que o brasileiro está pedindo para salvar o Brasil? “Forças armadas salvem o Brasil.” Que lamúria mais inapropriada…

  2. Os militares na reserva ganhando acima do teto constitucional, apoiam o boso, os militares na ativa querem uma boquinha no governo de plantao , sempre foi assim e agora está acontecendo de novo.
    O importante aos genebras na ativa é não faltar verbas para seus projetos que a mais de 40 anos não são concluídos, Marinha p4ojeto nuclear etc e tal, Exercito monitoramento de fronteira, radares e não satélites em pleno século 21, Aeronáutica os caças XYZWque se lasquei o importante sao os recursos desses projetos desviados para, coquetéis, jantares, viagens, diárias, passagem de comando e por aí vai.
    Aos generais só não pode faltar a farinha, pois, os farinha é pouca meu pirão primeiro.

  3. Dantas deixa claro seu viés partidário e de ódio ao governo Bolsonaro e aos militares. Destaca que 79 mil militares receberam indevidamente o auxilio emergencial e não destaca os mais de 135 mil mortos, quase 2 milhões de trabalhadores com carteira assinada e que mais de 5,2 milhões de pessoas receberam o auxilio indevidamente. Logico que nada justifica militares terem recebido auxilio emergencial indevidamente, mas esquecer outros importantes funcionários públicos e cidadãos por eles encaminhados para receberem é no mínimo falta de responsabilidade.

  4. Este Bruno Dantas é um vagabundo, desonesto intelectualmente e mau caráter. O problema ocorreu por falhas de sistema, contemplou milhares de recrutas em serviço militar inicial obrigatório e, assim que plotado, todas as medidas administrativas para o ressarcimento e as disciplinares cabíveis (dependendo dos casos) foram adotadas. Esse cara é um bosta, querendo surfar na crista da onda esquerdista. FDP!

  5. PÉ ATRÁS…

    Estou começando a ficar com o pé atrás com a Revista OESTE.

    O “perdeu mané” chegou a vcs?

    No meio desse tiroteio requentar um assunto de julho, o qual o gov fed já havia dado endereçamento, é sinal de LUZ AMARELA p mim.

    O propósito? Meus cabelos grisalhos não mais permitem com que eu durma ponto.

  6. Os militares q receberam eram soldados q estavam prestando o serviço militar obrigatório e estavam no cadastro único. A maioria nem pediu. Todos foram obrigados a devolver. Isso ninguém conta.

  7. Que sejam exonerados e obrigados a devolver ao erário, porém esse contigente não representa a força, inclusive é até bom que sejam expulsos pois mostraram-se desonestos e compráveis.

  8. Na reportagem fica claro que há grande interesse desse “Tribunal” em divulgar o assunto em pauta. Mais um Tribunal encharcado de “esquerdistas” loucos para desarticular as soberanas manifestações do Povo Brasileiro, em defesa da nossa Liberdade/Democracia.

    1. Ontem assistindo a Jovem Pan sentí o Constantino desligar seu contato nos EUA, e deixar o Leo Dirceu falando sozinho. Aí a única TV a qual ainda eu tentava assistir em homenagem ao Roberto Mota, imediatamente também desliguei, e coloco à disposição do grande filho da puta destruidor de Pátria, que é o ladrão do STF chamado nine.
      Continua esse filho da puta cujo nome verdadeiro é “gazela” cagando merda numa revista, que se não selecionar seus leitores cairá no ostracismo.
      Tô fora menina, indo falar com o Comandante.

  9. Notícia requentada de 2020. Todas as DENÚNCIAS, incluindo funcionários da Caixa, foram sanados e devolvidos no mesmo ano.

    Esse Bruno Dantas tem mais a explicar a justiça por crimes de corrupção. Esse relatório é uma peça POLÍTICA, assinada por um petista de carteirinha.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.