Trump anuncia série de sanções contra Cuba

Presidente americano acaba com importações de álcool e tabaco vindas da ilha comunista e classifica de 'patéticos' acordos entre Obama e Raúl Castro.
-Publicidade-
Trump fechou ainda mais  o cerco ao comunismo de Cuba | Foto: Joyce N. Boghosian/The White House
Trump fechou ainda mais o cerco ao comunismo de Cuba | Foto: Joyce N. Boghosian/The White House | donald trump, cuba, estados unidos, sanções, venezuela, nicarágua, eleições americanas 2020

Presidente americano acaba com importações de álcool e tabaco vindas da ilha comunista e classifica de ‘patéticos’ acordos entre Obama e Raúl Castro

donald trump, cuba, estados unidos, sanções, venezuela, nicarágua, eleições americanas 2020
Trump fechou ainda mais o cerco ao comunismo de Cuba
Foto: Joyce N. Boghosian/The White House
-Publicidade-

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, resolveu apertar o cerco ao comunismo mais uma vez.

Ele anunciou nesta terça-feira, 22, uma série de sanções contra o regime cubano em discurso aos veteranos do conflito na Baía dos Porcos. Dentre elas, o fim de importações de álcool e tabaco vindas da ilha.

Trump também chamou de “patéticos” os acordos firmados pelo seu antecessor na presidência, o democrata Barack Obama e o ditador Raúl Castro.

O líder da Casa Branca também anunciou sanções contra o presidente venezuelano, Nicolás Maduro, e a Nicarágua, governada pelo sandinista Daniel Ortega.

Com isso, Trump fez um grande aceno à comunidade latina de seu país. Na Flórida, Estado bastante relevante para as eleições que se aproximam, o governo de Cuba é amplamente repudiado.

“Não retiraremos sanções de Cuba até liberdade dos presos políticos e realização de eleições livres”, prometeu o republicano, que disse que em breve o ocidente estará livre do comunismo e parabenizou àqueles que lutam pela liberdade tanto na ilha, quanto na Venezuela.

Donald Trump ainda lembrou que o novo presidente do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Mauricio Claver-Carone, é cubano e concorda com ele quando diz que a recuperação econômica dos Estados Unidos será em um super V. “O próximo ano será um dos melhores na economia”, concluiu.

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comment

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site