Veja como cada senador votou no PL das fake news

Senado aprovou nesta terça, 30, o PL das fake news por 44 votos favoráveis; Oeste fez uma lista de como votou cada senador
-Publicidade-
Painel de presença do Senado | 
Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado
Painel de presença do Senado | Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado | Como votou fake news

Senado aprovou nesta terça, 30, o PL das fake news por 44 votos favoráveis e 32 contrários; Oeste fez uma lista de como votou cada senador

Como votou fake news
Painel de presença do Senado |
Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado
-Publicidade-

O Senado aprovou nesta terça-feira, 30, o projeto de Lei 2630/2020, apelidado de PL das fake news. Ao todo, 44 senadores foram favoráveis ao texto enquanto 32 rejeitaram a medida. Agora, a proposta seguirá para a Câmara dos Deputados.

A votação ocorreu após um grande acordo entre os líderes e o presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM-AP). Para atender as demandas dos parlamentares, o relator da proposta, Ângelo Coronel (PSD-BA), promoveu diversas alterações no projeto original do senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE).

Entre as mudanças, Ângelo Coronel excluiu a exigência de celular e documento de identidade para abrir contas em redes sociais. Este ponto era criticado pelo potencial de excluir o acesso digital de pessoas que não têm conta de celular. Foi mantida a exigência de conta no celular para acessar o WhatsApp e Telegram, no entanto.

Também foi excluída a exigência de as plataformas manterem um banco de dados no Brasil. Esta exigência era criticada pelas empresas. Contudo, o ponto foi retirado sob a condição de que as plataformas acessem do Brasil os dados para atender ordem judicial, o que não ocorre hoje.

Além disso, o senador também manteve a exigência de que as empresas de telecomunicações enviassem uma lista mensal para o WhatsApp e Telegram de celular cancelados.

Veja quem foi favorável

  • Sérgio Petecão (PSD-BA)
  • Lucas Barreto (PSD-AP)
  • Randolfe Rodrigues (Red-AP)
  • Eduardo Braga (MDB-AM)
  • Omar Aziz (PSD-AM)
  • Ângelo Coronel (PSD-BA)
  • Jaques Wagner (PT-BA)
  • Otto Alencar (PSD-BA)
  • Cid Gomes (PDT-CE)
  • Tasso Jereissati (PSDB-CE)
  • Fabiano Contarato (Rede-ES)
  • Rose de Freitas (Podemos-ES)
  • Eliziane Gama (Cidadania-MA)
  • Weverton Rocha (PDT-MA)
  • Carlos Fávaro (PSD-MT)
  • Jayme Campos (DEM-MT)
  • Wellington Fagundes (PL-MT)
  • Nelsinho Trad (PSD-MS)
  • Simone Tebet (MDB-MS)
  • Antonio Anastasia (PSD-MG)
  • Rodrigo Pacheco (DEM-MG)
  • Daniella Ribeiro (PP-PB)
  • José Maranhão (MDB-PB)
  • Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB)
  • Jader Barbalho (MDB-PA)
  • Paulo Rocha (PT-PA)
  • Humberto Costa (PT-PE)
  • Jarbas Vasconcelos (MDB-PE)
  • Ciro Nogueira (PP-PI)
  • Marcelo Castro (MDB-PI)
  • Jean Paul Prates (PT-RN)
  • Paulo paim (PT-RS)
  • Acir Gutgacz (PDT-RO)
  • Confúcio Moura (MDB-RO)
  • Marcos Rogério (DEM-RO)
  • Chico Rodrigues (DEM-RR)
  • Mecias de Jesus (Republicanos- RR)
  • Telmário Mota (Pros-RR)
  • Dário Beger (MDB-SC)
  • Alessandro Vieira (Cidadania-SE)
  • Maria do Carmo (DEM-SE)
  • Rogério Carvalho (PT-SE)
  • Irajá (PSD-TO)
  • Kátia Abreu (PP-TO)

Veja quem votou contra

  • Mailza Gomes (PP-AC)
  • Marcio Bittar (MDB-AC)
  • Fernando Collor (Pros-AL)
  • Rodrigo Cunha (PSDB-AL)
  • Plínio Valério (PSDB-AM)
  • Eduardo Girão (Podemos-CE)
  • Izalci Lucas (PSDB-DF)
  • Leila Barros (PSB-DF)
  • Reguffe (Podemos-DF)
  • Marcos do Val (Podemos-ES)
  • Jorge Kajuru (Cidadania-GO)
  • Luiz do Carmo (MDB-GO)
  • Vanderlan Cardoso (PSD-GO)
  • Roberto Rocha (PSDB-MA)
  • Soraya Thronicke (PSL-MS)
  • Carlos Viana (PSD-MG)
  • Álvaro Dias (Podemos (PR)
  • Oriovisto Guimarães (Podemos-PR)
  • Zequinha Marinho (PSC-PA)
  • Fernando Coelho (MDB-PE)
  • Elmano Férrer (Podemos-PI)
  • Arolde de Oliveira (PSD-RJ)
  • Flavio Bolsonaro (Republicanos-RJ)
  • Romário (Podemos-RJ)
  • Styvenson Valentin (Podemos-RN)
  • Zenaide Maia (Pros-RN)
  • Lasier Martins (Podemos-RS)
  • Luiz Carlos Heinze (PP-RS)
  • Esperidião Amin (PP-SC)
  • Jorginho Mello (PL-SC)
  • Major Olimpio (PSL-SP)
  • Eduardo Gomes (MDB-TO)

 

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.