Votação da PEC Emergencial na Câmara fica para 4ª feira

Proposta abre caminho para a volta dos pagamentos do auxílio emergencial
-Publicidade-
Presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira
Presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira | Foto: Reprodução/TV Câmara

Após ser aprovada no Senado, o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), afirmou nesta quinta-feira, 4, que a PEC Emergencial será votada no plenário da Casa na próxima semana. Segundo ele, se houver acordo com a maioria dos líderes, o primeiro e o segundo turno devem ocorrer na quarta-feira, 10.

Lira indiciou o deputado Daniel Freitas (PSL-SC) como relator da proposta que abre caminho para a volta dos pagamentos do auxílio emergencial. O texto também estabelece medidas de reequilíbrio fiscal e controle do crescimento de despesas obrigatórias.

-Publicidade-

Leia mais: “Instalação da CCJ da Câmara deve ocorrer na semana que vem”

“Quanto mais rápido apreciarmos é melhor. Vai ser importante abreviar o rito dessa PEC, pois vai oportunizar ao governo o pagamento do auxilio em março”, disse Lira.

O texto aprovado no Senado permite que o auxílio emergencial seja financiado com créditos extraordinários, que não são limitados pelo teto de gastos, mas restringiu o benefício a um custo total de R$ 44 bilhões.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comentário

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.