Foto: Montagem Revista Oeste/Shutterstock
Foto: Montagem Revista Oeste/Shutterstock

Blogueiros petistas

Quem limpa a biografia imunda de Lula não pode bancar o defensor da ética

A velha imprensa morre de saudades dos tempos em que havia uma hegemonia de esquerda nas redações de praticamente todos os jornais do país. O advento das redes sociais é algo que ainda não foi bem digerido por essa patota do selo azul (que agora vai ter de pagar ao bilionário Elon Musk para manter o símbolo). Todas as suas hipocrisias e incoerências ficam expostas nas plataformas digitais, e a turma não lida bem com isso. Daí os pedidos de censura por parte de, pasmem!, jornalistas…

Durante todo o governo Bolsonaro, quem quer que enxergasse alguma virtude na agenda ou na equipe era logo tachado de “blogueiro bolsonarista”. Aconteceu o mesmo com empresários: nunca antes tínhamos ouvido falar em empresários petistas ou empresários tucanos, mas aqueles empresários que apostavam no governo de direita foram logo rotulados de empresários bolsonaristas, o que, para a mídia militante, é sinônimo de golpista.

Por quatro anos esses patriotas foram demonizados pelo terrível “crime” de apoiar um governo com bons resultados e sem escândalo de corrupção. Na reta final da eleição a coisa piorou, e muito. Rejeitar a alternativa, a escolha da própria imprensa, o socialista ladrão que queria voltar à cena do crime, segundo seu próprio vice na chapa, era algo que somente um fascista poderia fazer. Todo aquele “do bem” teria que “lular” para “salvar a democracia”, ainda que ao lado de quem bajulou a vida toda as piores tiranias comunistas do planeta e tentou usurpar a democracia brasileira com o Mensalão.

Foto: O Estado de São Paulo/Reprodução

Nesse afã de detonar Bolsonaro para impulsionar Lula, a imprensa catou pelo em ovo e, quando nada encontrava, desenhava um. Foi assim que o “Orçamento secreto”, na narrativa midiática, virou um ato de corrupção muito pior do que o próprio Mensalão. Ainda que Bolsonaro tenha vetado o projeto. Ainda que os parlamentares petistas façam uso do tal “Orçamento secreto”. Nada disso importava: só a narrativa fajuta para retirar a questão ética da pauta, protegendo seu corrupto favorito.

Desde 2018 que cerca de metade do povo brasileiro tem sido difamada diariamente por uma imprensa militante esquerdista

Assim que terminou a eleição, o que aconteceu? O “Orçamento secreto” passou a ser apenas “emendas do relator”, algo bem inocente e democrático. O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, fala abertamente em “acordão” para manter o troço, e os nossos jornalistas enxergam nisso um diálogo absolutamente democrático e republicano, da noite para o dia. A Folha de S.Paulo desapareceu com a expressão “Orçamento secreto” num passe de mágica. Uma piada!

Esse, claro, é apenas um exemplo entre inúmeros. O Globo achou adequado usar Lula até como referência literária, para dar dicas de livros no feriado — aquele que alegava não ler, pois lhe dava azia. Insistiram durante toda a eleição no discurso de “violência política”, para colar a pecha de violento no bolsonarismo, mas, quando jogaram um carro em cima de manifestantes patriotas, o sujeito desapareceu e o responsável passou a ser o carro, como se fosse uma espécie de Transformer.

Foto: Folha de S.Paulo/Reprodução

Eu poderia escrever um livro inteiro só com casos de duplo padrão escancarado da velha imprensa, mas creio ser desnecessário. A maioria já se deu conta desse jogo sujo da mídia, daí a sua perda crescente de credibilidade. Na pandemia, quem tivesse perguntas legítimas sobre medidas autoritárias de “especialistas” era tratado como “negacionista” ou “genocida”. Depois, qualquer demonstração de apoio ao governo Bolsonaro era coisa de “golpista” e “fascista”. Desde 2018 que cerca de metade do povo brasileiro tem sido difamada diariamente por uma imprensa militante esquerdista.

Mas cada vez mais gente acorda para isso, e rejeita as narrativas desses veículos de comunicação. Quem passa pano para o arbítrio e o abuso de poder do STF não pode posar de defensor do Estado de Direito. Quem limpa a biografia imunda de Lula não pode bancar o defensor da ética. Quem se alia a defensores de ditadores socialistas não pode fingir representar a defesa da democracia. Quem interdita o debate não pode alegar falar em nome da ciência. Quem quer expurgar metade do povo do debate político não pode dizer que respeita a diversidade. E essa é justamente a conduta de quase todo jornalista da velha imprensa.

De hoje em diante, pretendo só chamar os membros desse clubinho arrogante e farsesco de “blogueiros petistas”. No fundo, é isso que são. Estufam o peito para repetir que são jornalistas isentos, mas todos podemos ver a militância desonesta e canalha de quem quer apenas puxar o saco de um corrupto autoritário. Seja por alinhamento ideológico, seja por aluguel de sua “pena”, o fato é que não passam de blogueirinhos petistas, de vassalos do maior corrupto que o Brasil já teve, de capachos dispostos a deitar no chão para que o safado tenha onde pisar. É constrangedor esse comportamento de gado…

Leia também “Venceram a batalha, não a guerra”

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

40 comentários Ver comentários

  1. Excelente revista com autênticos jornalistas que constroem matérias com total imparcialidade, de cunho informativo fincado apenas na verdade proporcionando, com isso, um elevado nível de esclarecimento para os leitores da Revista OESTE. Parabéns!!!!

  2. Que a Oeste siga sempre com a informação fidedigna dos fatos políticos nacionais. Sem dar trégua a está esquerda que quer aniquilar com o nosso País. Estaremos sempre firmes para lutar por nossa liberdade, família e a nossa Pátria.

  3. Obrigada a toda a equipe da Revista Oeste. Realmente são 4 anos de exclusão e ainda hoje não posso falar com a maioria de meus colegas de profissão e amigos sobre a minha posição política. Eles não admitem dialogar. Sinto-me representada aqui. Por isso, apoio vocês! Parabéns!

  4. Cada dia mais nauseada, inconformada e abismada com a impressa…. Se transformaram em algo abjeto , nojento , ridículo o que publicam …. Acham que somos incapazes de ter juízo de valor nas imundície que publicam

  5. O mais preocupante Rodrigo é ver um Congresso totalmente vendido SALVO alguns parlamentares que se arriscam todos os dias em expor a verdade dos fatos, e ter suas contas na rede social censuradas.
    Acho que meu maior questionamento e de grande parte da nossa população, seria o porquê dessa OMISSÃO por parte dos nossos representantes!
    Muito jogo político e dança das cadeiras!
    As manifestações deveriam ser feitas diante do Congresso, mas um gênio chamado JK criou Brasília para manter o povo distante, diante da dimensão desse nosso país continental. Esses ditos “representantes do povo”, deveriam responder à nação qual o seu real papel, porque até então, o povo tem sido feito de otário!

  6. Prezado Rodrigo Constantino, venho acompanhando seus artigos e análises e tem servido muito para a minha formação de opinião. Obrigado por mais uma matéria de conteúdo verdadeiro e lúcido sobre o cenário que nosso pobre Brasil vem enfrentando. Compartilho a mesma frustração.

  7. Ótima ideia chamar a velha empresa de blogueiros petistas .
    Ensinarei para os meus filhos que essas criaturas obscuras atentam contra a nossa liberdade.

  8. “Capachos dispostos a deitar no chão para que o safado tenha onde pisar”. Descrição absolutamente perfeita para os blogueiros petistas. Parabéns Constantino. Excelente artigo.

  9. Constantino, por falar em “Folha de São Paulo”, lembro como o governo FHC tratou a Folha em episódio que o “diplomata” FHC confessa em seus “diários da presidência” na pg. 333 (1995-1996), como segue: “Ontem, quando cheguei, fiquei indignado com o artigo do Clovis Rossi, e depois soube de outro, de Josias de Souza, sobre o NACIONAL, dizendo que eu tinha ajudado o banco, e o do Clovis Rossi dava a impressão de que eu permitiria roubo, qualquer coisa assim, no governo. Fiquei muito irritado, telefonei de imediato para o Frias. Disse que não poderia mais ir à inauguração da Folha (parque gráfico do jornal) que será no dia 4. Frias ficou desesperado, disse que ia fazer os dois engolirem, e fez. Hoje, domingo, ambos escrevem no jornal desdizendo-se. Vou à Folha, mas nesse caso, fico sempre com um pé atrás. Encontrei o Frias ontem na solenidade do Itaú, ele meio desenxabido, agradou muito a Ruth e disse ao Sergio que imagina o quanto eu seguro a barra. De qualquer maneira, houve muito desrespeito pessoal. Já estou cansado, é demais!, por mais que eu seja tolerante”.
    O assunto continua na pg. 335 , como segue: “relatei aqui que liguei indignado para o Frias, disso resultou que tanto Rossi quanto o Josias de Souza, mais o Josias até, como disse o próprio Frias, engoliram o que tinham escrito. É bom porque assim eles veem que têm que dar uma parada, no fundo é tentativa de me flechar, porque acham que já estou pronto para ser abatido. É uma nostalgia do impeachment como se houvesse uma imprensa capaz de derrubar pessoas. O Elio Gaspari não teve outra ideia a não ser a de me comparar com o Nixon nas fotos, não li o texto. Então, veja você, querem fazer um Watergate a partir dessa história!. É extraordinário, como se houvesse alguma relação entre uma coisa e outra”.
    Como fui tucano até 2019, admirei esses relatos, mas hoje imagino se fosse Bolsonaro o presidente insultado pela Folha a questionar seus notáveis jornalistas. Hoje tenho vergonha ter sido tucano e admirado figuras como FHC, Alckimin, Doria e outros inúteis cidadãos.

  10. Aos poucos a macabra agenda marxista 2023/2026 vai sendo revelada, confesso que tenho receio que interditarão “em nome da democracia” o nosso acesso à informação que se contrapõe a Teoria do Agendamento da mofada e “tomada” velha imprensa.
    Seguimos juntos para expurgar esse maldito mecanismo que insiste em penetrar nos pilares do poder!

  11. Rodrigo, gostei do texto. Sugiro apenas pensar em usar o termo “blogueiro lulopetista”. Existem muitos outros partidos que giram em torno do ex-presidiário e que devem ter vergonha de apoiar ladrões.

  12. Está claro como a luz do sol que esse pessoal não escreve mais para seus leitores de carteira, mas sim para os inimigos. Não têm mais o menor interesse em informar nada, Notícia para eles virou um compromisso incômodo de final de tarde, tipo fechamento do caixa do dia, até por que devem estar recebendo pouco por isso. Sua missão agora é apenas política. Não vislumbram outra tábua de salvação.

  13. Os blogueiros PTralhas não me alcançam pq não perco um segundo da minha vida para ouvir ou assistir o projeto socialista da velha imprensa, ambos em estado terminal.

    1. Moro em Fortaleza, e após o engessamento da Jovem Pan pelo Judiciário esquerdista , um farol acendeu num túnel de escuridão : Revista Oeste , prazer em te conhecer. Obrigado, grandes maestros do Jornalismo sério !!

  14. Obrigado por você existir, Constantino!
    Estou muito incomodado de ligar a minha Tv na Jovem Pan, pois tem alguns colegas seus, que são intragáveis!
    Acho que a emissora acima citada.passará a ser chamada de Jovem Pan Melancia!

  15. Muito bom, Rodrigo!! Eu chamaria de blogueiros lulistas, pois o fanatismo pelo carniça como seu único deus é visível, na ausência deste, eles ficam acéfalos.

  16. Bando de canalhas, são criminosos. NÃO bastasse terem matado milhares de brasileiros boicotado o tratamento precoce. Sabotaram o governo por 4 anos para trazer de volta um bandido para destruir o Brasil.

  17. Fora Lula!

    Vamos cobrar dos senadores e deputados, eleitos pela direita, que façam uma oposição ferrenha às pautas esquerdistas.

    1. Parabéns Constantino.
      Não tenho assistido ao Três em um ultimamente.
      O Piperno tornou-se intragável, mas muito intragável, após ao resultado da eleição.
      Mas tenho acompanhado às suas falas por outras vias.
      Abraços.

  18. Acho que temos que dizer que somos direita progressista: sim a privatização, não a corrupção, não ao racismo, não a ideologia de gênero.nas escolas, não ao apoio a ditaduras conservadoras, sim ao término de obras inacabadas e por ai vai. Chega de falar qUE somos direita conservadora.

  19. O pior que essa tática deu certo, foi eleito o ladrão, já a nossa é muito fraca, infelizmente temos que parabenizar a esquerda, sabe formar um exército de cabos eleitorais, temos que bater palmas, são mais inteligentes e competitivos que a direita.

    1. Quem sabe agora aprendamos com os erros dos 4 anos anteriores. Formar uma base, uma verdadeira militância conservadora, que antes era invisível.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.